Mais um ano sem o primeiro treino aberto no Dragão. Culpa é do clássico

Tradição de abrir o primeiro treino do ano aos adeptos começou em 2009 e já chegou a levar 28 mil adeptos ao Dragão. Este ano há jogo com o Sporting no dia 5 de janeiro e por isso Sérgio Conceição decidiu fechar as portas.

Mais um ano sem o tradicional treino aberto no primeiro dia do ano. Desta vez a culpa é do clássico. A preparação do jogo com o Sporting, dia 5 de janeiro, no Estádio José Alvalade, impede a abertura do primeiro treino de 2020 no Dragão. Sérgio Conceição quer concentração máxima no embate com os leões da 15.ª jornada da I Liga.

Esta já não é a primeira vez que um jogo com os leões impede que a tradição se cumpra. Em 2016, na era Lopetegui, houve um clássico a dois de janeiro e o treinador optou pelo recolhimento na véspera.

Em 2018 e 2018 o calendário também impediu que a tradição se cumprisse. Quando não é possível abrir as portas no primeiro dia do ano, o FC Porto costuma compensar os adeptos com um treino aberto durante o ano.

A ideia de abrir as portas do primeiro treino do ano nasceu em 2009. Nesse ano, seis mil pessoas ocorreram ao estádio para ver os jogadores em ação e o número nunca mais parou de crescer, chegando aos 28 mil adeptos nas bancadas em 2017.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG