Luisão: "O Brasil não está preparado para o sucesso de Jesus e nem de ninguém"

Jogador falou do técnico português que lidera o Flamengo e de como ele "transforma jogador mediano em bom".

Aposentado há um ano, Luisão, atual embaixador internacional do Benfica, conhece Jorge Jesus como poucos e sabe como ele "é capaz de transformar jogador mediano em bom". "Ele é um treinador extremamente rigoroso, tem 100% de dedicação ao projeto que assume. Também defende a todo custo a própria opinião, e isso faz com que os seus jogadores cresçam. Ele transforma jogador mediano em bom, ele acredita e aposta muito no que faz, e os jogadores de maneira alguma conseguem passar por cima dele. Felizmente, ele levou também muito conhecimento aqui da Europa. O brasileiro precisa compreender que não é perfeito em tudo. O ego do brasileiro é muito grande, falta humildade para tirar proveito daquilo que vem de fora. O Jesus conhece o futebol brasileiro, estudou, e chegou lá já sabendo o que iria encontrar, tendo por trás o aval e o reconhecimento da diretoria do Flamengo", elogiou o antigo central numa entrevista ao Goal.com.

O Brasil está preparador para o sucesso do Jorge Jesus? "O Brasil não está preparado nem para o sucesso do Jorge Jesus e nem para o sucesso de ninguém, seja de dentro ou de fora. Por que eu falo isso? Nós, brasileiros, procuramos sempre encontrar os defeitos dos nossos próprios ídolos, queremos sempre jogar eles para baixo. Dou o exemplo do Ronaldo Fenómeno. Lembro que no Brasil só falavam do Ronaldo gordo, não do Ronaldo que fez tudo o que fez na carreira. O brasileiro tem dificuldade de aceitar o sucesso das pessoas, ainda mais se o sucesso é de quem vem de fora. Estamos sempre na defensiva. Digo isso aqui de fora, então espero que as pessoas me compreendam. Lembro, por exemplo, de muita gente falando mal do Jorge Jesus, e ele tinha acabado de chegar. Faltou a humildade de dizer: ' vem, seja bem-vindo, mostra o que você tem para nós e depois fazemos uma avaliação'", respondeu Luisão.

O Flamengo é líder do Brasileirão com 52 pontos, mais cinco do que o Palmeiras.

O atual embaixador do Benfica contou ainda que quando Jesus chegou à Luz lhe disse: "Se eu estivesse em outra equipa, não te contratava". Algo que Luisão encarou como uma afronta motivacional.

Luisão falou ainda de Bruno Lage, atual técnico encarnado: "Foi a melhor decisão que o Benfica tomou, e vimos isso na superação que a equipa teve na temporada passada, tendo, no fim, conquistado o título nacional."

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.