Jorge Jesus: "Seremos apertados, mas vamos fazer um jogo equilibrado"

O Benfica joga esta quinta-feira (20.00) em Glasgow, com o Rangers, para a Liga Europa. O treinador do Benfica já avisou que "não é fácil parar" a equipa escocesa.

Jorge Jesus, treinador do Benfica, garantiu esta quarta-feira que que a sua equipa vai apresentar-se amanhã na Escócia, para defrontar o Rangers, de forma diferente relativamente aos últimos quatros jogos, nos quais apenas venceu o Paredes para a Taça de Portugal e sofreu nove golos.

"Estamos preparados para sermos uma equipa forte defensiva e ofensivamente. Temos a certeza que vamos fazer um jogo equilibrado, embora saibamos que vamos ser apertados e, como tal, temos de estar bem organizados defensivamente", assumiu o treinador do Benfica, lembrando que os escoceses "trabalham a mesma ideia de jogo há três anos", razão pela qual avisa que "não é fácil parar o Rangers em termos ofensivos, sobretudo em casa, onde faz muitos golos".

Jorge Jesus assumiu que trabalhou "a semana toda a pensar" neste jogo da 4.ª jornada da Liga Europa, para a qual não vai poder contar com nove jogadores: Weigl, Taarabt e Darwin Núñez por estarem infetados com covid-19; Otamendi por castigo; Samaris por não estar inscrito; e ainda com André Almeida, Todibo, Nuno Tavares e Pedrinho devido a lesão. "Esta manhã tirei todas as dúvidas em relação ao onze que vamos apresentar, mas também não tenho muitas soluções e quando isso acontece é muito mais fácil para o treinador, que é aquilo que não queria", sublinhou.

Nesse sentido, revelou que teve de chamar alguns jogadores da equipa B, sendo dois deles vão viajar com a equipa para Glasgow, são os casos do médio Paulo Bernardo, do lateral João Ferreira e do extremo Tiago Araújo, além do avançado Gonçalo Ramos que já faz parte da equipa principal.

Questionado sobre o rendimento irregular de Gabriel, que tem sido utilizado como médio mais recudo, Jesus assumiu que o brasileiro "tem características para ser um médio defensivo de muita qualidade" e explicou porquê: "É um jogador rápido quando a equipa precisa de organização defensiva, tem agressividade sob o portador da bola e, como tal, tem boas características para ser o primeiro médio, mais que ser o segundo." O técnico garantiu que o rendimento de Gabriel o satisfez "sempre", embora admita que "o posicionamento dele ainda não está no ponto", porque exige-lhe "mais do ponto de vista tático".

O facto de ter três jogadores infetados com covid-19, não é muito valorizado por Jorge Jesus que lembrou tratar-se de "uma realidade mundial para a qual é preciso estar preparado". "As equipas podem ter várias situações destas e temos de encontrar soluções. Por isso, se acontecerem mais casos, joga quem estiver disponível", frisou, não excluíndo a hipótese de adiamento: "Podemos adiar se for permitido e se acharmos que é a solução ideal."

O Benfica vai defrontar o Rangers sem público nas bancadas do estádio Ibrox, que normalmente tem um ambiente frenético. Ainda assim, Jorge Jesus considera que "não há vantagem" em jogar sem público porque "todos os jogadores gostam de ter adeptos nas bancadas". O técnico benfiquista considera mesmo que "a qualidade do jogo piorou em todo o mundo, porque o ambiente criado pelos adeptos obriga a uma intensidade, ansiedade e paixão para entrega no jogo". "O futebol sem adeptos não tem paixão, nem sumo", frisou.

Num olhar sobre os objetivos do Benfica para a Liga Europa, Jesus admitiu que a sua equipa "é favorito em todas as competições onde está, mas pode é não ter competência para lá chegar". De qualquer forma deixou uma certeza: "Estamos a criar uma equipa para lá chegarmos. Disputar as competições internas é uma coisa, e outra bem diferente é lutar na Europa, que leva mais tempo, mas estamos a trabalhar para isso."

Eis os convocados do Benfica para a partida desta quinta-feira (20.00 horas) em Glasgow, com o Rangers:

Guarda-redes: Vlachodimos, Helton Leite, Svilar;

Defesas: Jardel, Vertonghen, Ferro, Grimaldo, Gilberto, João Ferreira;

Médios: Gabriel, Everton, Rafa Silva, Pizzi, Franco Cervi, Chiquinho, Diogo Gonçalves, Tiago Araújo, Paulo Bernardo;

Avançados: Waldschmidt, Seferovic, Gonçalo Ramos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG