Jogador agride polícias no relvado e leva com o cassetete e gás pimenta (vídeo)

Golo sofrido pelo guarda-redes do Treze, equipa da Série C do Brasileirão, deu origem a uma briga generalizada, que obrigou à intervenção policial

No Brasil, um jogador agrediu um polícia em pleno relvado e acabou ele também agredido.

O golo do empate do Manaus (1-1), aos 52 minutos, frente ao Treze-PB, na Arena da Amazónia, a contar para a sexta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, acabou por dar origem a uma briga generalizada. Assim que o árbitro validou o golo, os jogadores paraibanos partiram para cima do árbitro assistente, reclamando que o lance tinha de ser invalidado. Depois de cinco minutos de muita conversa e alguns empurrões, os ânimos exaltaram-se de tal forma que a polícia de choque entrou em campo para intervir... e foi aí que a grande confusão começou.

Segundo as imagens que circulam na Imprensa brasileira, Andrey, o guarda-redes do Treze chega-se à frente por entre empurrões e socos aos polícias. Alguns deles devolveram as agressões. Primeiro com o cassetete, depois com gás pimenta na direção de vários jogadores.

O árbitro foi forçado a dar a jogo por terminado ao fim de dez minutos de confrontos.

Já no balneário, alguns jogadores, como Breno Calixto, da equipa de Paraíba, postou imagens nas redes sociais mostrando as marcas causadas por causa da ação policial. "Agressão da polícia despreparada de Manaus. Vergonha, vergonha, e como sempre nada vai acontecer", disse o atleta do Treze.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG