João Mário e Éder assustaram Ronaldo, mas Juventus venceu

A Juve esteve durante muito tempo a perder, mas dois golos de Dybala salvaram CR7 e companhia na receção ao Lokomotiv Moscovo. O Olympiacos de Pedro Martins fez sofrer o Bayern Munique, numa noite de goleadas de Manchester City, Tottenham e PSG.

A Juventus apanhou um grande susto em Turim perante o Lokomotiv Moscovo, pois esteve a perder durante 47 minutos, mas lá conseguiu vencer por 2-1, apesar da exibição muito cinzenta.

Com Cristiano Ronaldo no onze, a equipa de Maurizio Sarri sentiu muitas dificuldades em ultrapassar a defesa muito compacta dos moscovitas, que contaram com João Mário e Éder como titulares. E foi mesmo João Mário a estar no contra-ataque que silenciou o público que encheu o estádio dos campeões italianos, ao rematar para uma defesa do guarda-redes Szczesny, surgindo depois Miranchuk a rematar para o fundo da baliza, abrindo o marcador.

Mais do que a vantagem do Lokomotiv, a surpresa ia para a incapacidade da Juve em mudar o rumo da partida. Sarri lançou na segunda parte Gonzalo Higuaín e Rabiot, a equipa melhorou um pouco, mas acabou por dar a volta ao resultado graças dois golos do argentino Paulo Dybala aos 77 e 79 minutos, que acabaram por salvar os três pontos para a Juventus.

No outro jogo do grupo D, o Atlético de Madrid também teve de sofrer muito para levar a melhor sobre o Bayer Leverkusen, por 1-0. Sem João Félix, que recupera de lesão, a equipa de Diego Simeone foi salva por um golo de Morata aos 78 minutos, respondendo de cabeça a um cruzamento de Renan Lodi.

Atlético e Juventus partilham assim a liderança com sete pontos, seguido do Lokomotiv com três e o Leverkusen ainda sem pontuar.

Pedro Martins ainda sonhou

No grupo B, o Olympiacos treinado por Pedro Martins ainda sonhou com uma noite épica diante do Bayern Munique. Com José Sá, Rúben Semedo e Daniel Podence no onze, os gregos abriram o marcador aos 23 minutos pelo marroquino El Arabi. No entanto, os campeões alemães responderam com dois golos do inevitável Robert Lewandowski (34' e 62'), tendo Corentin Tolisso aumentado a vantagem aos 75 minutos. A esperança do Olympiacos renasceu quando o brasileiro Guilherme reduziu para 2-3, resultado com que terminou a partida.

O Bayern chegou assim aos nove pontos em três jogos, sendo agora perseguido pelo Tottenham (quatro pontos), que deu um pontapé na crise com uma goleada de 5-0 aos sérvios do Estrela Vermelha, graças a dois golos de Harry Kane, outros tantos de Heung-min Son e um de Erik Lamela. Assim, os londrinos ultrapassaram na classificação a equipa de Belgrado, que contou com o português Tomané durante 62 minutos. O Olympiacos é último com apenas um ponto.

Man. City goleia e Luís Castro empata

A contar para o grupo C, o Shakhtar Donetsk treinado por Luís Castro não foi além do empate caseiro por 2-2 diante do Dínamo Zagreb. Quando Konoplyanka abriu o marcador aos 16 minutos, pensava-se que seria um passeio para os ucranianos, mas Dani Olmo fez o empate pouco depois e um disparate do guarda-redes Pyatov permitiu a Mislav Orsic colocar os croatas em vantagem na transformação de um penálti.

Apesar do assalto final à baliza do Dinamo, o melhor que o Shakhtar conseguiu foi chegar ao empate pelo brasileiro Dodô, jogador que na época passada teve uma passagem discreta pelo V. Guimarães. Este resultado mantém as duas equipas empatadas na classificação com quatro pontos.

Disparado na lideraça está o Manchester City, que chegou aos nove pontos, mas ainda assim começou a receção à Atalanta com um susto, quando Fernandinho cometeu um penálti transformado por Malinovskyi. Com João Cancelo no onze e Bernardo Silva no banco de suplentes, a equipa de Pep Guardiola arrancou depois para a goleada de 5-1, graças a dois golos de Sergio Agüero e a três de Raheem Sterling. Os italianos continuam sem pontuar nesta edição de estreia na Champions.

Real Madrid suspira fundo

Finalmente, no grupo A, o Real Madrid estava obrigado a vencer em Istambul, uma vez que vinha de uma derrota com o PSG e um empate caseiro com o Club Brugge. E a equipa de Zinedine Zidane acabou por fazer a obrigação vencendo o Galatasaray por 1-0, graças a um golo de Toni Toni Kroos logo aos 18 minutos.

Este resultado permite aos merengues subirem ao segundo lugar com quatro pontos, aproveitando assim a goleada sofrida pelo Brugge, em casa, diante do Paris Saint-Germain, por 5-0. A noite foi do argentino Mauro Icardi com dois golos e Kylian Mbappé, que fez um hat-trick.