Golpe de Riccardo Stacchiotti foi o mais quente do pelotão

Primeira etapa foi ganha num golpe de força pelo italiano Riccardo Stacchiotti, que venceu no calor da luta ao milímetro. Rafael Reis manteve a liderança, mas um golpe climático fez a primeira baixa por desidratação.

Fuga e pelotão compacto. Fuga e pelotão compacto. E assim se foi indo de Alcácer do Sal para o Algarve (191,8 km). Depois do prólogo de 1800 metros em Setúbal, a caravana chegou a Albufeira envolvida na guerra dos esticões e dos golpes de calor. Desportivos e médicos. No plano competitivo, deu para se chegar a um final sem ciclistas fugidos, com um italiano a dar um golpe nos últimos 200 metros que ninguém conseguir parar. Em termos clínicos, o golpe de calor teve consequências negativas para Joaquim Silva, o primeiro a abandonar a prova.

Depois de ter sido assistido pelos médicos, ao quilómetro 125, o português da Caja Rural teve mesmo de depositar a bicicleta no carro da equipa e dizer adeus à Volta, vencido pela desidratação. José Miguel Reviejo, diretor desportivo, disse que o ciclista, chefe de fila da equipa do atual camisola amarela (o também português Rafael Reis), "sofreu um golpe de calor (insolação)". Convocado para a Volta à Espanha, Silva vai agora recuperar para estar em forma a partir de 25 de agosto.

Não é uma boa notícia para o líder da geral, mas Rafael Reis vai dormir pelo segundo dia com o símbolo da liderança, bastando-lhe acompanhar o pelotão na grande invasão final a Albufeira (nesta etapa não havia bonificações para os primeiros a cortar a meta). Dois segundos são o suficiente para manter a liderança, à frente de César Martingil (Liberty Seguros-Carglass).

Martingil, que se envolveu no sprint final, alucinante sob cerca de 40 graus. Várias equipas tentaram posicionar-se da melhor forma para atacar a meta, mas foi Riccardo Stacchiotti (MsTina-Focus) a chegar imparável ao fim. Bateu não só Martingil (terceiro), como também Luís Mendonça (Aviludo-Louletano), segundo, sobre a meta. Tinham passado praticamente cinco horas e um quarto (5:14.43) desde que o pelotão arrancara de Alcácer.

Depois de vencer o curto prólogo na quarta-feira, Rafael Reis (Caja Rural) manteve o primeiro lugar na geral, chegando incluído no pelotão. Nesta sexta-feira, na segunda e mais longa etapa da 80.ª edição, os ciclistas vão pedalar 203,6 quilómetros entre Beja e Portalegre.

Ler mais

Exclusivos