FC Porto defronta Roma nos oitavos da Champions e reencontra Marcano

Roma no caminho dos dragões nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, ditou o sorteio realizado esta sexta-feira. O FC Porto é o clube português ainda em prova

O sorteio dos oitavos de final da Liga dos Campeões colocou a AS Roma, semifinalista da última edição da prova, no caminho do FC Porto, único representante português. A primeira mão vai jogar-se na capital italiana a 12 de fevereiro e a segunda no Dragão, a 5 de março.

Os dragões evitaram assim tubarões como Liverpool, Manchester United ou Atlético Madrid, tendo pela frente aquele que é o sexto classificado da liga italiana, já a 22 pontos da líder Juventus. Na Liga dos Campeões, os romanos ficaram em segundo lugar no Grupo G, tendo somado três vitórias e outras tantas derrotas, tendo ficado atrás do Real Madrid e à frente de Viktoria Plzen e CSKA Moscovo.

Orientada por Eusebio Di Francesco - ainda que com o emprego em risco e com Paulo Sousa na calha para a sucessão -, a formação da capital italiana conta com o avançado bósnio Edin Dzeko como estrela da companhia. Autor de cinco golos (em quatro jogos) na fase de grupos, apenas foi superado por Robert Lewandowski (oito, pelo Bayern Munique) e Lionel Messi (seis, pelo Barcelona). No entanto, há outros nomes de respeito no plantel, como Aleksandar Kolarov, Kostas Manolas, Alessandro Florenzi, Steven Nzonzi, Javier Pastore, El Shaarawy, as promessas Patrik Schick, Justin Kluivert, Nicolò Zaniolo, Ante Coric e Cengiz Under, o eterno Daniele De Rossi, o ex-benfiquista Bryan Cristante e... Iván Marcano, que no verão deixou o FC Porto a custo zero, após se ter sagrado campeão nacional, para assinar pela AS Roma.

Ainda assim, as recordações dos romanos são ótimas, pois foi com quem os portistas garantiram o apuramento para a fase de grupos da Champions em 2016/17, com um triunfo por 3-0 na capital italiana com golos de Felipe, Layún e Jesús Corona, depois de no Porto se ter registado um empate a uma bola. Em 1981/82 já os dragões tinham levado a melhor na 1.ª eliminatória da Taça das Taças, com uma vitória por 2-0 nas Antas e um 0-0 em Roma.

Outros jogos

Schalke - Manchester City: O outro apurado do grupo do FC Porto vai defrontar o Manchester City de Bernardo Silva, à procura da consagração europeia depois de ter dominado o campeonato inglês na última época. Depois de se ter encontrado com o Hoffenheim na fase de grupos, os citizens vão voltar à Alemanha poucos meses depois.

Atlético Madrid - Juventus: Regresso de Cristiano Ronaldo à capital espanhola, num dos pratos fortes dos oitavos de final, pois opõe duas equipas que foram por duas vezes finalistas vencidas nas últimas cinco edições da Champions. Além de CR7, há mais dois portugueses envolvidos: Gelson Martins do lado espanhol e João Cancelo do italiano. Mais uma visita da Juventus a Espanha, depois de ter jogado com o Valência na fase de grupos.

Manchester United - Paris SG: A equipa de Neymar, Mbappé e Cavani perspetiva-se um osso duro de roer para o Manchester United de José Mourinho (e Diogo Dalot), que terá pela frente o líder destacadíssimo da liga francesa e o vencedor daquele que era considerado um dos grupos mais difíceis, no qual constavam Liverpool, Nápoles e Estrela Vermelha de Belgrado.

Tottenham - Borussia Dortmund: Frente a frente entre o terceiro classificado da liga inglesa e o líder do campeonato alemão. Os spurs têm sido uma das equipas mais regulares em Inglaterra nos últimos anos, apesar de não terem conquistado qualquer título, e sobreviveram a um grupo no qual constavam Barcelona, Inter de Milão e PSV. Os germânicos, que têm Raphael Guerreiro como melhor marcador nesta edição da Champions, bateram o Atlético Madrid na corrida pelo primeiro lugar do grupo e estão bem encaminhados para regressar ao trono na Alemanha.

Lyon - Barcelona: Reencontro de Anthony Lopes com o compatriota Nélson Semedo, com quem já partilhou o balneário da seleção. Liderados por Lionel Messi e apostados a reconquistar a Liga dos Campeões, os catalães terão pela frente um dos adversários teoricamente mais acessíveis do pote 2.

Ajax - Real Madrid: Confronto entre dois históricos do futebol europeu. Agora sem Cristiano Ronaldo, os merengues vão prosseguir a defesa o título continental conquistado nas últimas três épocas diante de um dos carrascos do Benfica na fase de grupos.

Liverpool - Bayern Munique: O último duelo a ser sorteado mas talvez o mais apetecível de seguir, entre o finalista vencido Liverpool, que tem estado em retoma em Inglaterra e na Europa desde que é orientado por Jurgen Klopp, e o sempre poderoso Bayern Munique, presença assídua nas derradeiras eliminatórias.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.

Premium

Marisa Matias

Greta Thunberg

A Antonia estava em Estrasburgo e aproveitou para vir ao Parlamento assistir ao discurso da Greta Thunberg, que para ela é uma heroína. A menina de 7 ou 8 anos emocionou-se quando a Greta se emocionou e não descolou os olhos enquanto ela falava. Quando, no final do discurso, se passou à ronda dos grupos parlamentares, a Antonia perguntou se podia sair. Disse que tinha entendido tudo o que a Greta tinha dito, mas que lhe custava estar ali porque não percebia nada do que diziam as pessoas que estavam agora a falar. Poucos minutos antes de a Antonia ter pedido para sair, eu tinha comentado com a minha colega Jude, com quem a Antonia estava, que me envergonhava a forma como os grupos parlamentares estavam a dirigir-se a Greta.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O governo continua a enganar os professores

Nesta semana o Parlamento debateu as apreciações ao decreto-lei apresentado pelo governo, relativamente à contagem do tempo de carreira dos professores. Se não é novidade para este governo a contestação social, também não é o tema da contagem do tempo de carreira dos professores, que se tem vindo a tornar um dos mais flagrantes casos de incompetência política deste executivo, com o ministro Tiago Brandão Rodrigues à cabeça.