Ronaldo a 11 golos dos 100 pela seleção. Será possível na fase de qualificação?

Se tiver a pontaria afinada na fase de qualificação para o Euro2020, CR7 pode atingir a centena de golos pela seleção nacional. Mas para isso terá de marcar 11 golos em cinco jogos. Nada que já não tenha feito.

Com o golo apontado à Sérvia, no jogo disputado sábado em Belgrado e relativo à fase de qualificação para o Euro2020, Cristiano Ronaldo chegou aos 89 com a camisola da seleção nacional (em 159 jogos). Ou seja, está a 11 de atingir o número redondo de 100, algo que será apenas uma questão de tempo e que até pode acontecer durante este apuramento. Mas para isso CR7 tem de estar com a pontaria bem afinada.

Esta terça-feira, diante da Letónia, Ronaldo tem mais uma oportunidade para aumentar a sua contabilidade pessoal. E até ao final da fase de qualificação para o Euro2020, a seleção nacional disputa ainda mais quatro jogos: em casa com o Luxemburgo, fora com a Ucrânia, em casa com a Lituânia e fora com o Luxemburgo. Ou seja, Ronaldo tem cinco jogos para marcar 11 golos e chegar à marca dos 100, o que dá uma média um pouco superior a dois golos por partida.

Será uma missão impossível? Definitivamente não. Olhando para o historial de Ronaldo na seleção nacional é possível chegar à conclusão que o capitão português já por sete vezes apontou três ou mais golos num só jogo - contra a Suíça, Espanha, Ilhas Faroé, Andorra (aqui foram quatro), Arménia, Suécia e Irlanda do Norte. E se estendermos a clubes foram já mais de 50 hatricks - pelo Real Madrid chegou a apontar seis pokers (quatro golos num só jogo).

O golo apontado por Ronaldo na vitória por 4-2 sobre a Sérvia permitiu ainda a Ronaldo aumentar a sua lista de vítimas a nível de seleções. Neste momento, o craque português já marcou golos a 39 (!) seleções, entre jogos oficiais e particulares.

Os golos de Ronaldo pela seleção.

Ronaldo é desde março de 2014 o melhor marcador da seleção nacional. Nesse dia, diante dos Camarões, o avançado português marcou dois golos, chegou aos 49 por Portugal, e ultrapassou a marca que pertencia a Pauleta (47). Isto depois de antes ter também batido o recorde de 41 que pertencia a Eusébio. Neste momento, CR7 já soma mais 42 do que Pauleta e 48 em relação ao Pantera Negra.

Cristiano Ronaldo tem ainda ao alcance uma outra marca: bater o recorde mundial de golos por seleções. A marca está ainda na posse do iraniano Ali Dei, com 109. Ou seja faltam ao avançado português 20 para atingir esse marco histórico. Ronaldo, recorde-se, ultrapassou há sensivelmente um ano o lendário húngaro Ferenk Puskas, estando atualmente isolado no segundo posto deste ranking.

A nível de golos marcados ao serviço dos clubes que representou, o número atinge proporções verdadeiramente astronómicas, pois Ronaldo já passou a barreira dos 600 (concretamente 602). A maior fatia foi no Real Madrid, um impressionante recorde de 450, que fazem dele o melhor artilheiro de sempre da história do clube madrileno. Pelo Manchester United foram 118, pela Juventus 29 e ainda cinco pelo Sporting.

Exclusivos