Polémica. Atlético quer 200 milhões por Griezmann e pede ao jogador para se apresentar

Minutos depois de o Barcelona tornar a contratação oficial, o Atlético de Madrid emitiu um comunicado a defender que o acordo foi celebrado antes de julho, pelo que a cláusula de rescisão não é de 120, mas de 200 milhões.

Polémica à vista com a transferência de Griezmann para o Barcelona. Poucas tempo após o clube catalão ter anunciado a contratação do francês, com o pagamento da cláusula de rescisão de 120 milhões de euros, o Atlético de Madrid emitiu um comunicado a reclamar 200 milhões de euros, defendendo que o acordo entre o jogador o Barça foi anterior a 1 de julho.

O caso é simples de explicar. Griezmann tinha no contrato estipulada uma cláusula de rescisão de 200 milhões de euros caso algum clube o quisesse contratar antes do dia 1 de julho. A partir desta data, o preço do jogador estava fixado em 120 milhões de euros. "A verba depositada é insuficiente para fazer face à cláusula de rescisão, dado que é óbvio que o compromisso do jogador com o Barcelona foi fechado antes que a dita cláusula reduzisse de 200 para 120 milhões", defende o Atlético em comunicado.

O Atlético chega mesmo ao ponto de afirmar que o compromisso entre Griezmann e o Barcelona é anterior ao dia 14 de maio, data em que o jogador anunciou através de um vídeo nas redes sociais que ia deixar o clube e pagar a cláusula de rescisão. Para os responsáveis colchoneros, o acordo entre o avançado e os catalães aconteceu antes do final da última temporada, referindo atos e manifestações do jogadores que indiciam isso mesmo. Posto isto, e ainda segundo consta no comunicado, o Atlético quer que Antoine Griezmann se apresente aos trabalhos já este domingo, para cumprir as suas obrigações contratuais e a fim de iniciar a pré-temporada com os colegas de equipa.

Há uns dias, Enrique Cerezo, presidente do Atlético de Madrid, já tinha deixado no ar esta ameaça. "Se o Griezmann assinou contrato em março haverá consequências. Desde março que tenho muito claro que Griezmann vai jogar no Barcelona." Agora, ao que tudo indica, vai ter início uma batalha legal, cabendo ao Atlético provar que o acordo entre o jogador e os catalães foi firmado antes de 1 de julho.

Exclusivos