Obra de arte de Otávio dá vitória ao FC Porto frente ao Fulham

Os dragões venceram a equipa inglesa do segundo escalão por 1-0 no quarto jogo de preparação da equipa de Sérgio Conceição. Entre os reforços, destacaram-se os bons pormenores de Nakajima e a eficiência de Marcano.

O FC Porto venceu esta terça-feira, em Albufeira, os ingleses do Fulham, por 1-0, naquele que foi o primeiro jogo aberto ao público da nova equipa de Sérgio Conceição. A partida valeu pelo excelente golo de Otávio, num pontapé de moinho, que acabou por ditar o resultado final.

A três semanas da primeira mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, os dragões fizeram o primeiro jogo de preparação aberto ao público, depois de terem vencido Recreio de Águeda, Varzim e Penafiel à porta fechada. E o que se pode dizer é que, apesar da saída de vários jogadores importantes, a equipa de Sérgio Conceição mostrou os mesmos princípios de jogo da época passada, com uma forte pressão a meio-campo para recuperar a bola e depois utilizar as transições rápidas para chegar rapidamente à baliza contrária.

É certo que nos primeiros quinze minutos os portistas sentiram muitos problemas em impor a sua forma de jogar perante um Fulham, que esta época vai disputar o segundo escalão do futebol inglês, mas aos poucos emergiu Danilo Pereira que se mantém como o grande patrão da equipa.

O treinador portista lançou de início algumas caras novas e bem se pode dizer que o japonês Nakajima mostrou alguns pormenores que o fizeram destacar-se no Portimonense na época passada. Na baliza Diogo Costa foi outra novidade embora tenha tido pouco trabalho, enquanto na defesa Renzo Saravia evidenciou algumas dificuldades em situações defensivas de um para um, enquanto Marcano voltou a destacar-se pela sobriedade e eficácia e o regressado Sérgio Oliveira esteve muito ágil e perspicaz, mostrando que poderá ter esta época uma grande influência no jogo da equipa a meio-campo.

Sem grandes oportunidades de golo, o grande momento da partida foi protagonizado por Otávio que abriu o marcador aos 30 minutos através de um pontapé de moinho, na sequência de uma bola perdida na área inglesa. Foi o justo prémio para o FC Porto, que por essa altura já era a melhor equipa sobre o relvado e remetia o Fulham ao seu meio-campo, com muito mais dificuldades para chegar à área portista, ao contrário do que fez nos minutos iniciais.

No segundo tempo, as duas equipas procederam a várias alterações, destacando-se a estreia no Fulham de Ivan Cavaleiro, jogador português emprestado pelo Wolverhampton. Já no FC Porto lugar aos jovens Tomás Esteves, Bruno Costa e Romário Baró, além do guarda-redes Vaná.

O Fulham entrou melhor após o intervalo, com mais velocidade, mas sem criar grandes ocasiões para marcar. Este domínio inglês assentou-se depois com mais substituições operadas por Sérgio Conceição ao longo da segunda parte, com destaque para os reforços Zé Luís e Luís Díaz.

Com tantas alterações, o jogo perdeu interesse e, obviamente, qualidade, com a bola muito longe das balizas, afinal era mais um período para dar minutos de competição a alguns jogadores, tendo Sérgio Conceição passado o processo de jogo para segundo plano.

FICHA DO JOGO

Estádio Municipal de Albufeira
Árbitro: Tiago Martins (Braga)

FC Porto
1.ª parte - Diogo Costa; Renzo Saravia, Pepe, Marcano, Alex Telles; Danilo Pereira, Sérgio Oliveira, Otávio; Jesús Corona, Soares, Nakajima
2ª parte - Vaná; Tomás Esteves, Pepe (Yordán Osorio, 60'), Marcano (Diogo Leite, 60'), Alex Telles (Diogo Queirós, 67'); Danilo Pereira (Loum, 67'), Bruno Costa, Romário Baró (Madi Queta, 83'); Jesús Corona (Fernando Andrade, 67') (Fábio Silva, 83'), Soares (Zé Luís, 60') (Aboubakar, 83'), Nakajima (Luis Díaz, 60') (Galeno, 83')
Treinador: Sérgio Conceição

Fulham - Bettinelli (Fabri, 68'); Cyrus Christie ( O'Riley, 79'), Denis Odoi, Alfie Mawson (Le Marchand, 79'), Joe Bryan (Ryan Senssegnon, 72'); Kevin McDonald (François, 81'), Stefan Johansen (De la Torre, 72'), Tom Cairney; Kebano (Ivan Cavaleiro, 46'), Aleksandar Mitrovic (Rui Fonte, 74'), Kamara (Floyd Ayité, 60')
Treinador: Scott Parker

Golo: 1-0, Otávio (30')