João Félix eleito jogador da semana na Liga Europa

Há cinco jogadores portugueses no onze ideal da primeira mão dos quartos-de-final

João Félix foi eleito melhor jogador da semana na Liga Europa. Os três golos e uma assistência do jogador do Benfica frente ao Eintracht Frankfurt, permitiram-lhe levar a melhor sobre Gonçalo Guedes (Valência), Willian (Chelsea) e Aaron Ramsey (Arsenal) na votação dos adeptos no site da UEFA.

Além desta distinção, João Félix é, obviamente, um dos jogadores que integra o onze ideal da primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa, onde estão incluídos mais quatro portugueses, os benfiquistas Gedson Fernandes e Rúben Dias, e ainda Gonçalo Guedes, autor de dois golos na vitória do Valência em Villarreal, e Gonçalo Paciência, que marcou um golo na Luz pelo Eintracht.

O Benfica é a segunda equipa mais representada neste onze ideal, logo a seguir ao Arsenal que coloca quatro jogadores na equipa: Petr Cech, Maitland-Niles, Sokratis Papastathopoulos e Aaron Ramsey. O Eintracht coloca Gonçalo Paciência e Filip Kostic, enquanto Chelsea e Valência têm um representante, respetivamente tem Marcos Alonso e Gonçalo Guedes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.