Insatisfação de Matheus Pereira levou resposta de Peseiro

"É bom que esteja chateado", reagiu o técnico leonino a uma mensagem do jogador nas redes sociais

Preterido pelo treinador do Sporting para o jogo com o Moreirense, Matheus Pereira viu o jogo da bancada e, a meio, publicou uma mensagem de insatisfação no Twitter: "Há coisas que não dá para entender! Resta torcer da bancada", escreveu o brasileiro.

Confrontado com isso, José Peseiro reagiu no final: "É bom que esteja chateado. Agora, nas redes sociais já não concordo tanto. Temos muitos jogadores com talento. A missão do treinador é ensiná-los a colocar o talento em campo, com compromisso e responsabilidade. Ser suplente é entrar bem, determinado, é entrar para ajudar. Quando eles não cumprem, podem ficar de fora. Ele e outro qualquer. Não estou a focar casos individuais. O Matheus tem muito potencial. É uma aposta. O desafio é que seja titular no Sporting. Às vezes, somos chatos de mais para eles, mas essa chatice representa o nosso trabalho. Tem de se entrar como o Jovane e o Raphinha fizeram hoje."

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Francisco ​​​​​​​em Pequim?

1. A perseguição aos cristãos foi particularmente feroz durante a Revolução Cultural no tempo de Mao. Mas a situação está a mudar de modo rápido e surpreendente. Desde 1976, com a morte de Mao, as igrejas começaram a reabrir e há quem pense que a China poderá tornar-se mais rapidamente do que se julgava não só a primeira potência económica mundial mas também o país com maior número de cristãos. "Segundo os meus cálculos, a China está destinada a tornar-se muito rapidamente o maior país cristão do mundo", disse Fenggang Yang, professor na Universidade de Purdue (Indiana, Estados Unidos) e autor do livro Religion in China. Survival and Revival under Communist Rule (Religião na China. Sobrevivência e Renascimento sob o Regime Comunista). Isso "vai acontecer em menos de uma geração. Não há muitas pessoas preparadas para esta mudança assombrosa".