Conceição: "Resultados dos rivais não podem servir para a equipa trabalhar melhor"

Treinador portista comentou a vitória deste sábado sobre o FC Porto, no Dragão, em partida da 26.ª jornada da I Liga

Sérgio Conceição explicou as dificuldades sentidas pelo FC Porto a jogar com dez e a mudança operada na equipa para levar de vencida o Marítimo no Dragão, em partida realizada este sábado e que permitiu aos dragões ascender à liderança provisória da I Liga.

"Normalmente as equipas que ficam em inferioridade numérica juntam-se mais, ficam mais solidárias, ficam mais junto à linha da grande área e quem está do outro lado acaba por ter uma reação menos rápida à perda e achar que mais cedo ou mais tarde as coisas se vão resolver. Fomos previsíveis, podíamos ter mais mobilidade, mas mesmo assim dispusemos de algumas oportunidades. Na segunda parte fiz algumas alterações, como a entrada do Manafá, melhorámos e chegámos aos golos", salientou o técnico dos dragões.

Questionado sobre se o FC Porto ficou motivado com o empate caseiro do Benfica ante o Belenenses e se será campeão em caso de triunfos em todos os oito jogos que restam até final do campeonato, Conceição diz que não quer que a felicidade dos seus homens e a qualidade do trabalho semanal seja influenciada pelos resultados das águias. "Não é que não me importe com os resultados dos rivais, mas isso não pode servir para a equipa ficar mais feliz ou trabalhar melhor. Se conseguirmos ganhar as finais que faltam, estaremos mais perto de ganhar o campeonato", vincou.

"Em igualdade pontual não seremos nós os campeões. O Sp. Braga e o Sporting ainda estão na luta pelo título e ainda vamos ter de os defrontar. Os jogos vão ser todos difíceis. Se ganharmos os jogos todos, estaremos mais perto de sermos felizes", acrescentou.