Adeptos do Chelsea contra Sarri 'livram-se' dos bilhetes de época

Treinador italiano não agrada aos aficionados blues, que preferem afastar-se de Stamgord Bridge a ver o mau futebol da equipa.

Sem paciência para Maurizio Sarri, assim estão os adeptos do Chelsea. Segundo a imprensa inglesa, depois da derrota do último domingo, frente ao Everton de Marco Silva (2-0), muito dos habituais espetadores dos jogos dos blues decidiram disponibilizar os lugares anuais e deixar de ir ver os jogos ao vivo. Uma forma de protesto contra os métodos do treinador, que além de não criar empatia com os adeptos, também não apresenta bons resultados ou bom futebol.

A ideia é fazer um boicote generalizado aos três próximos jogos da equipa. De repente o clube ficou com bilhetes disponíveis (coisa que por norma não acontece). Ou seja, quando um adepto não pode ou não quer ir a um jogo para qual tem bilhete de época informa o clube, que por sua vez os coloca de novo no mercado.

E, segundo a imprensa inglesa, nas últimas horas o clube informou que 150 adeptos disponibilizaram os seus bilhetes para o jogo de dia 3 de abril com o Brighton. Aos aficionados blues também não parece interessar muito o dérbi londrino com o West Ham a 8 de abril. Para esse encontro ficaram disponíveis os ingressos anuais de 400 adeptos, Já para a partida com o Burnley, a 22 de abril, haverá mais 700.

Números pouco significativos tendo em conta que Stamford Bridge tem capacidade para cerca de 42 mil espetadores e costuma estar lotado e com lista de espera. No entanto fica o protesto simbólico que mostra a pouca fé dos adeptos em Maurizio Sarri.O Chelsea é 6º. classificado na Premier League e ainda está na Liga Europa. Vai jogar com o Slavia de Praga nos quartos de final.

Exclusivos