A apreensão de Emiliano Sala no voo fatídico. "O avião parece que está a cair aos pedaços"

Jogador do Nantes saiu de França rumo a Inglaterra para assinar pelo Cardif, mas não chegou ao destino. Avião privado em que seguia desapareceu dos radares na segunda-feira.

O uruguaio Diego Rolan, antigo colega de Emiliano Sala no Bordéus, revelou a uma rádio do seu país o conteúdo de uma mensagem que Sala terá enviado a um amigo já a bordo do avião, que momentos depois desapareceu dos radares. "O Emiliano mandou uma mensagem a um amigo desde o avião e disse-lhe que tinha medo. Que se não desse notícias já sabiam que algo se tinha passado", revelou o uruguaio, atualmente jogador do Leganés, em declarações ao programa "Las Voces del Fútbol", da Rádio 1010 AM.

Já o jornal argentino Olé revelou o áudio da mensagem que Emiliano Sala enviou a um grupo de amigos no WhatsApp, momentos antes de levantar voo rumo a Cardiff. "Olá irmãos, como estão louquitos? Irmão, estou morto. Estive aqui em Nantes a fazer coisas, coisas e mais coisas. E não terminam e não terminam e não terminam... Bem, estou aqui em cima já no avião, que parece que está a cair aos pedaços", escreveu o jogador que passou por Portugal.

Depois uma segunda mensagem: "Já estou a ir para Cardiff, louco, que amanhã já começamos a trabalhar. De tarde treinámos na minha nova equipa. A ver o que sucede. Mas bem, como estão vocês, tudo bem? Se em hora e meia não tiverem novidades minhas - não sei se vão enviar alguém a buscar-me -, mas já sabem... Papá, que medo tenho!"

Emiliano Sala, que era jogador do Nantes e foi treinado por Sérgio Conceição, viajou na segunda-feira à noite para Inglaterra, onde ia assinar contrato com o Cardiff, quando o avião privado em que viajava desapareceu dos radares na zona de Guernsey. As buscas iniciaram-se de imediato e foram intensificadas esta terça-feira, mas ainda sem sinal da aeronave.

Ler mais

Exclusivos