Gil Vicente vence Belenenses SAD (veja os golos)

Gilistas voltaram a vencer após série de três jogos sem vitórias e mantiveram a invencibilidade caseira. Golos foram marcados por Lourency e Sandro Lima.

O Gil Vicente regressou neste domingo aos triunfos na I Liga de futebol, ao impor-se na receção ao Belenenses SAD, por 2-0, num encontro da 16.ª jornada da I Liga de futebol que premiou a acutilância minhota.

No Estádio Cidade de Barcelos, os brasileiros Lourency (53 minutos) e Sandro Lima (75) 'apimentaram' o primeiro duelo entre os dois emblemas após a resolução do 'caso Mateus', que simbolizou o regresso dos nortenhos à elite do futebol nacional pela via administrativa, diretamente do Campeonato de Portugal.

O Gil Vicente subiu ao oitavo lugar, com 21 pontos, depois de três jogos sem vencer, mantendo a invencibilidade caseira, com quatro vitórias e cinco empates, enquanto o Belenenses SAD não ganha há quatro partidas e desceu ao 16.º posto, com 15 pontos, um acima da zona de despromoção.

O desafio arrancou numa toada adormecida, graças à pouca liberdade concedida em zonas de criação, embora a maior inspiração individual e entrosamento coletivo tenham favorecido o controlo minhoto dos acontecimentos de 'fio a pavio'.

Os pupilos de Vítor Oliveira despertaram aos 17, num remate em arco de Rúben Ribeiro, dois minutos antes de Edwin Banguera, uma das novidades em relação à igualdade em Tondela (1-1) a par de Bozhidar Kraev, errar o alvo após canto na esquerda.

A formação de Pedro Ribeiro, de regresso a Barcelos, onde se estreou há duas temporadas como técnico principal dos gilistas, então na II Liga, acusou as cinco trocas operadas face à goleada caseira com o Sporting de Braga (7-1) e concedia veleidades com facilidade.

Prova disso foi o minuto 27, quando o guarda-redes André Moreira manteve tudo a zeros, ao negar um cabeceamento com selo de golo de Sandro Lima, solicitado pelo cruzamento de Lourency na direita, delineando o momento mais vistoso da tarde.

A ausência de eficácia abalou a confiança do Gil Vicente até ao descanso, equilibrando a contenda e permitindo um crescimento tímido do Belenenses SAD, ainda que insuficiente para espoletar qualquer incomodo à baliza de Denis.

O jogo reatou sob princípios idênticos, mas com outra contundência dos barcelenses, que se adiantaram aos 53 minutos, com o extremo Lourency a aproveitar o passe de Kraev para armar um pontapé cruzado cheio de intencionalidade.

O golo empolgou os anfitriões e o médio búlgaro teve tudo para duplicar a contagem três minutos depois, num contra-ataque articulado com Sandro Lima, cuja finalização em plena zona frontal esbarrou nos reflexos de André Moreira.

Desaparecidos em combate, os 'azuis' chamaram Mateo Cassiera e Edi Semedo para reforçar a presença no último terço, mas nunca conseguiram introduzir critério na manobra ofensiva, tirando uma incursão de Licá aos 83 minutos, travada por Denis.

Se dúvidas restassem quanto ao vencedor, o avançado Sandro Lima tratou de dissipá-las à entrada para o último quarto de hora, correspondendo ao canto de Henrique na esquerda e reforçando a veia goleadora com o sétimo festejo na I Liga.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG