Flamengo de Jesus já tem tantos pontos como quando foi campeão em 2009

Equipa do Rio de Janeiro, treinada pelo português Jorge Jesus, venceu em casa o CSA por 1-0, na 28.ª jornada da liga brasileira de futebol, que lidera com 10 pontos de vantagem sobre o campeão Palmeiras.

O Flamengo, treinado pelo português Jorge Jesus, venceu no domingo em casa o CSA por 1-0, em jogo da 28.ª jornada da liga brasileira de futebol, que lidera com 10 pontos de vantagem sobre o campeão Palmeiras, quando ainda faltam dez jornadas até ao final do Brasileirão. E com esta pontuação, o Flamengo já igualou a pontuação que lhe rendeu o título brasileiro em 2009.

Um golo do uruguaio De Arrascaeta, logo aos 9 minutos, deu ao Flamengo um triunfo sofrido no Maracanã, com a equipa visitante, 18.ª e antepenúltima, a criar muito perigo ao longo do jogo, em que o guarda-redes Diego Alves fez várias defesas importantes para segurar a magra vantagem.

Antes, o Palmeiras, campeão em título, venceu por 2-1 em casa do Avaí e continua no segundo lugar, a dez jornadas do final do Brasileirão, com 57 pontos, a 10 do líder Flamengo, que este domingo jogou apenas três dias depois do importante triunfo sobre o Grémio. O Fla goleou por 5-0 o rival na segunda mão da meia-final da Taça Libertadores e assegurou a passagem à final da competição continental, a que chega 38 anos depois da última presença e na qual terá pela frente os argentinos do River Plate.

Jorge Jesus lembrou esse jogo para justificar o resultado e uma exibição que o deixou "contrariado", como descreveu a imprensa brasileira. "Foram vários pormenores. Viemos de um jogo que nos deu a possibilidade de estar na final da Libertadores. Tentámos ao máximo celebrar a vitória. No dia após o jogo, recuperámos dos festejos e o facto de estarmos na final teve influência, assim como o calor do Maracanã e o relvado."

A qualidade do gramado, como se diz no Brasil, mereceu reparos ao técnico português: "É impossível ter qualidade de jogo com um relvado [assim]... Só não consigo entender porque o Fluminense não joga depois do Flamengo, joga sempre antes. Isso contribuiu para falta de velocidade na circulação de bola", apontou, referindo-se ao facto de os dois clubes do Rio de Janeiro partilharem o estádio do Maracanã.

Na leitura do técnico português, "o CSA teve duas ou três chances para finalizar e fazer golos. Mas também geralmente somos mortíferos e não desperdiçamos tantas oportunidades. Tivemos mais oportunidades de fazer o 2 a 0. Essa foi uma constante do jogo. Tentámos controlar ao máximo o resultado. O Flamengo não vai sempre jogar ao nível top. Ou por mérito do adversário ou por [não] estarmos tão bem. Não fizemos uma partida como na quarta-feira, não fomos tão rápidos com e sem bola, mas o importante foi ter vencido, somar pontos e faltam dez jogos."

Com esta caminhada galopante para o título, o público no Maracanã para o jogo do Flamengo contra o CSA somou um recorde, na véspera do "dia do flamenguista", que se celebra esta segunda-feira. Com um total de 69 846 espectadores e 65 649 pagantes, a receita do jogo foi 3 735 850,25 reais (cerca de 840 902 euros). Trata-se de um recorde de público pagante do futebol brasileiro em 2019.

Outra marca significativa para o clube do Rio é que, com esta vitória, neste domingo, o Flamengo somou 67 pontos na competição, que é o mesmo número que lhe rendeu o título brasileiro em 2009, quando conquistou o hexacampeonato. A diferença é que, em 2019, os rubro-negros precisaram de menos dez jornadas para conquistar estes pontos, segundo o site Extra.

Em 2009, a equipa só somou os 67 pontos na última jornada, quando venceu o Grémio por 2-1, no Maracanã, terminando o Brasileirão com 19 vitórias, dez empates, nove derrotas e apenas dois pontos à frente do Internacional, segundo classificado. No atual campeonato, em 28 jogos, o Flamengo já igualou a pontuação somando 20 vitórias, quatro empates e apenas três derrotas.

"Ainda temos dez jornadas e não vai ser fácil. O campeonato é muito difícil."

No final do jogo de ontem, Jorge Jesus relativizou esta informação. "É um dado que não sabia, mas é um dado e reflete o campeonato que estamos fazendo. Ainda faltam 30 pontos, dez jornadas e já temos essa pontuação de quando foi campeão. São coisas que não podemos valorizar muito. Ainda temos dez jornadas e não vai ser fácil. O campeonato é muito difícil. Quando você tem uma equipa como o Flamengo, não é preciso jogar sempre bem para ganhar. Futebol não tem lógica, se tivesse seria 4-2, 5-2. Estamos numa caminhada difícil, longa, mas que estamos cada vez mais perto do nosso sonho, que é ganhar esse título."

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.