Fim de época na Escócia. Celtic campeão e histórico Hearts despromovido

Os católicos de Glasgow conquistaram o 52.º título da sua história, o nono consecutivo. Equipa de Edimburgo onde joga o português Joel Pereira desceu, mas os adeptos ainda têm esperança...

A Escócia viu esta segunda-feira terminada a época futebolística de 2019-20 por causa da pandemia de covid-19. "Ninguém queria esse final de temporada mas, dadas as circunstâncias, foi decidido que este é o único caminho a seguir. As restrições e preocupações do governo escocês com a saúde de jogadores e espectadores não nos deixaram escolha", disse Murdoch MacLennan, presidente da Liga escocesa.

Assim sendo, foi declarado campeão o Celtic, que a duas jornadas do final da primeira fase do campeonato, liderava com um avanço de 13 pontos em relação ao rival Rangers. Os católicos conquistam assim o seu 52.º título, o nono consecutivo.

Por outro lado o Hearts of Midlothian, histórico clube da Escócia, foi despromovido, pois encontrava-se no último lugar da tabela. Três vezes campeão escocês, a última das quais em 1960, o clube de Edimburgo contava no seu plantel com o guarda-redes Joel Pereira, emprestado pelo Manchester United, que foi o quarto português a representar o clube enquanto jogador, depois de Tiago Costa, José Gonçalves e Bruno Aguiar. Este último foi mesmo treinado por Paulo Sérgio, atual técnico do Portimonense, na época 2011-12.

Os adeptos do Hearts ainda têm no entanto uma réstia de esperança em evitar a segunda descida de divisão deste século, poois a Liga escocesa deu permissão à proprietária do clube de Edimburgo para apresentar uma proposta de reformulação do campeonato, que nos últimos anos tem sido disputado por 12 clubes a três voltas e com um play-off de apuramento do campeão e um outro para determinar uma equipa despromovida.

A Escócia é o quarto país europeu onde a temporada de futebol profissional é cancelada, depois de Holanda, França e Bélgica.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG