FC Porto a um ponto do apuramento, mas Sérgio quer os três pontos

Jogo com o Maachester City pode dar apuramento para os oitavos de final da Champions, esta terça-feira (20.00) no Estádio do Dragão. Treinador portista comentou ainda a "criancice" de Bernardo Silva.

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, quer que o FC Porto repita "o rigor e espírito de entreajuda" frente aos ingleses do Manchester City, da fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol. Um empate chega para os dragões se apurarem para os oitavos de final.

Os portistas podem apurar-se já esta terça-feira para os oitavos de final da Liga dos Campeões, caso pontuam na receção aos citizens, ou então se o Marselha vencer ou empatar o outro duelo do grupo, frente aos gregos do Olympiacos.

No jogo em Inglaterra na abertura do grupo C, o FC Porto foi derrotado por 3-1, numa partida que Sérgio Conceição considerou ter sido "decidida por um conjunto de más decisões da arbitragem".

Apesar disso, o técnico gostou do desempenho da sua equipa. "Temos de ter o mesmo rigor desse jogo, o mesmo espírito de entreajuda e ser uma equipa que quando tem bola sabe perceber as fragilidades do adversário. Sabemos que é uma equipa poderosa, com grande talento e individualidades, a começar no treinador e acabar no jogador mais jovem, mas temos de fazer o nosso trabalho para ambicionar ganhar os três pontos", disse o técnico dos dragões.

Sérgio Conceição foi ainda instado a comentar uma publicação do jogador português Bernardo Silva nas redes sociais, onde internacional português mostrou especial satisfação pelo triunfo da equipa. "Isso é uma criancice, uma picardia, que não me diz rigorosamente nada. As vitórias são todas saborosas se forem importantes para chegar ao fim da caminhada e festejar alguma coisa", reagiu o treinador portista.

Também indiferente se revelou o técnico dos azuis e brancos quanto às escolhas do Manchester City, nomeadamente a confirmada ausência do atacante Kun Aguero. "Não posso permitir perdermos jogadores [pela sobrecarga física]. Estamos atentos a isso, mesmo não podendo prever o que vai acontecer. Temos de ver o leque atletas que está à nossa disposição e colocar o melhor onze para iniciar o jogo", vincou.

O treinador garantiu, ainda, não haver qualquer sentimento de revolta ou tentativa de resposta à derrota sofrida no jogo da primeira ronda, em Inglaterra, considerando que "quem tem esse tipo de postura, não entra bem no jogo". "Temos de entrar libertos de tudo, mas com a ambição e vontade de ganhar. Isso faz parte do que somos. A confiança vem do trabalho diário, não através de uma vitória ou porque alguém disse alguma coisa", garantiu o treinador.

O técnico do FC Porto disse "não ter dúvidas" que a sua equipa se pode impor a qualquer adversário, lembrando, nesta edição da Liga dos Campeões, os golos apontados a Manchester City, Olympiacos e Marselha, os outros adversários do grupo: "Depende também da valia e do poderio do adversário, porque não jogamos sozinhos, mas se estivermos bem em todos os momentos do jogo, os golos acabam por surgir naturalmente."

Sérgio Conceição admitiu que Pepe não está apto para esta partida, juntando-se aos também lesionados Marcano e Mbaye e ao médio Grujic, que cumprirá um jogo de castigo.

O FC Porto, segundo classificado do grupo C com nove pontos, defronta esta terça-feira o Manchester City de Guardiola, primeiro com 12, numa partida agendada para as 20.00, com arbitragem de Bjorn Kuipers, dos Países Baixos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG