Farense perto de anular o Benfica, mas Seferovic resolveu

Um penálti, uma bola sobre a linha, Vlachodimos a salvar, mais algumas chances do Farense e no final ganhou (3-2) um Benfica de vermelho desbotado pelo adversário

Ao intervalo, o Benfica ganhava por 1-0 e parecia ter o jogo controlado. Parecia, mas já dava sinais de instabilidade. Por exemplo, Vlachodimos (o melhor do Benfica esta noite) negou o golo do empate ao Farense após um cabeceamento de Stojiljkovic, que ganhou duelo aéreo a Jardel.

O golo do Benfica surgiu numa das poucas jogadas intensas e bem geridas, com a bola a circular e Rafa a deixar para Pizzi atirar forte à entrada da área (e ter tido dorte no desvio no corpo de um adversário).

Na segunda parte, o Farense provocou sucessivos ataques de pânico ao Benfica. Otamendi, que era o melhor na defesa, fez penálti sobre Stojiljkovic, cheirava a empate. Mas Gauld não bateu Vlachodimos. Nem à primeira, nem à segunda (penálti mandado repetir pelo árbitro).

Na sequência, canto e golo de Lucca. Onde? Nas alturas, em zona de centrais. Pouco depois, Stojiljkovic cabeceia com força e o guarda-redes do Benfica faz uma grande defesa sobre a linha.

A ansiedade estava muito alta na Luz. O Farense jogava bem, provocava erros no adversário e chegava-se à vantagem. Chegou mesmo a marcar, mas o lance foi bem anulado por fora-de-jogo de Gauld.

O Benfica só criaria perigo efetivo aos 76", quando Pedrinho rematou de longe e quase batia Defendi. Mas não bateu.

Sempre com o coração nas mãos e sem conseguir furar o bloqueio do Farense, surgiu um proverbial centro de Grimaldo e o velho Seferovic. De cabeça, fez o 2-1.

O Farense não se rendia, mesmo a dez minutos do fim. E o 3-1, aos 87", também por Seferovic (boa assistência do sôfrego Darwin), parecia dar finalmente a paz.

Mas aos 90"+4", com dois por jogar, o Farense fez o segundo - Otamendi parece tocado, mas o resultado prático foi que a bola chegou a Patrick para este fazer o 3-2.

Alívio, alívio, só com o apito final. O Benfica é líder isolado, com vitórias nos três realizados, o Farense, este de que aqui se falou, ainda não pontuou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG