Equipa LeBron vence All Star Game em nome de Kobe Bryant

O jogo das estrelas foi mais uma homenagem a Kobe Bryant e teve como vencedor a equipa de LeBron James, que venceu a de Giannis Antetokounmpo por 157-155. Kahwi Leonard foi eleito MVP.

A equipa de LeBron James venceu na madrugada desta segunda-feira um intenso All Star Game da NBA, que serviu para homenagear Kobe Bryant.

No United Center, em Chicago, um lance livre de Anthony Davis, após falta de Kyle Lowry, decidiu o jogo, num triunfo por 157-155, depois de um quarto período que foi uma autêntica batalha, num novo formato, em vencia a primeira equipa a chegar aos 157 pontos.

A formação de Giannis Antetokounmpo entrou para o derradeiro parcial a vencer por 133-124 (a meta 157 eram os 133 mais 24, um dos números com que jogou Kobe), mas sucumbiu à guerra defensiva em que se transformou o encontro.

Kahwi Leonard, o Jogador Mais Valioso (MVP) da final da NBA de 2019, acabou por ser eleito o melhor em campo, uma vez que foi o melhor marcador do encontro, com 30 pontos, incluindo oito triplos, o que lhe valeu o primeiro Kobe Bryant MVP.

LeBron James e Chris Paul, ambos com 23 pontos, também se destacaram na equipa vencedora, enquanto Giannis, autor de 25 pontos e 11 ressaltos, tentou tudo para fazer a sua equipa vencer, com a ajuda de Kemba Walker (23 pontos) e Joel Embiid (22).

Na terra dos Bulls, seis vezes campeões graças a Michael Jordan, que esta segunda-feira completa 57 anos e na anterior edição em Chicago, em 1988, foi MVP com 40 pontos, o jogo foi antecedido de homenagens a Kobe, e também ao ex-comissário David Stern, primeiro num discurso de Magic e depois pela voz de Jennifer Hudson.

Seguiu-se o encontro e a equipa LeBron, com o número 2 nas costas que usava Gianna, a filha de 13 anos de Kobe Bryant também falecida no trágico acidente de helicóptero que vitimou o pai, dominou o primeiro período, que venceu por 53-41.

No segundo período, Giannis assumiu o comando da sua equipa, com o 24 de Kobe, e liderou-a uma vitória clara, por 51-30, para, no terceiro, o resultado acabar num empate a 41, ainda num clima normal de All Star: afundanços, 'triplos' e pouca defesa.

Feitas as contas, e face o novo formato, a equipa do grego entrou para o último período com 133 pontos e a de LeBron com 124, sendo o objetivo chegar aos 157 (133+24).

E o quarto período, jogado sem limite de tempo, foi uma batalha, em que se defendeu nos limites, e para além deles, face à permissividade normal dos árbitros em jogos All Star, com as duas equipas determinadas em chegar ao triunfo.

A equipa Giannis acabou por não aguentar a pressão defensiva exercida pela equipa LeBron, que foi a única que teve lançamentos para vencer, acabando por triunfar graças a um lance livre de Anthony Davis, jogador dos Los Angeles Lakers.

Depois da formação do grego se colocar pela primeira vez a uma posse de bola do triunfo (156-155), a equipa do 23 dos Lakers acabou com o jogo no ataque seguinte, após uma falta de Kyle Lowry: Davis ainda falhou um primeiro lance livre, mas acertou o segundo.

A escola Chicago Scholars, ligada à equipa LeBron, foi a grande beneficiada, já que recebeu 400 mil dólares, 100 pela vitória no primeiro período e 300 pelo triunfo final, os 200 previstos mais 100 por ter havido empate no terceiro. A After Scholl Matters, de Giannis, ficou-se pelos 100, do segundo parcial.

Nos outros eventos do fim de semana All Star, destaque, no sábado, para o triunfo de Derrick Jones Jr. no concurso de afundanços, após um espetacular duelo com Aaron Gordon, de Buddy Hield nos triplos e de Bam Adebayo nos skills.

Na sexta-feira, no jogo entre estrelas em ascensão, os Estados Unidos venceram o Mundo por 151-131, com 20 pontos, cinco ressaltos e cinco assistências do MVP Miles Bridges.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG