Diego Costa paga 36 mil euros para escapar à prisão

O avançado ao Atlético de Madrid foi condenado por fraude fiscal no valor de 1,1 milhões de euros, num processo que remonta a 2014, quando trocou os colchoneros pelo Chelsea.

O avançado hispano-brasileiro Diego Costa assinou esta quinta-feira um acordo com as autoridades fiscais espanholas, segundo o qual tem de pagar 36 mil euros para escapar a uma pena de seis anos de prisão por fraude fiscal no valor de 1,1 milhões de euros, aquando da sua transferência do Atlético de Madrid para o Chelsea, em 2014.

Este acordo com a Fiscalía não impede no entanto de pagar mais de 507 mil euros de multa, além de já ter procedido à regularização do montante apurado (1,1 milhões de euros) de impostos que estava em dívida.

Este é um problema que já atingiu outros profissionais de futebol em Espanha, incluindo Cristiano Ronaldo, Lionel Messi, Angel Di María, Falcao, Luka Modric, José Mourinho, entre outros. A questão tem a ver com o facto de Diego Costa ter mudado a residência fiscal em julho de 2014, quando trocou o Atlético de Madrid pelo Chelsea, não tendo pago o correspondente a meio ano de impostos enquanto viveu em Madrid. Por outro lado, terá ainda incorrido no crime de fraude fiscal no contrato de direitos de imagem que assinou na altura.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG