Deschamps admite que Lloris só volte aos relvados em 2020

Guarda-redes do Tottenham tem 32 anos, é há muitos anos o titular da seleção de futebol da França, pela qual já realizou mais de 100 jogos e é atual campeão do mundo.

O selecionador de futebol da França, Didier Deschamps, admitiu que "é quase uma certeza" a ausência do guarda-redes Hugo Lloris, do Tottenham, até ao fim do ano, devido a grave lesão no cotovelo esquerdo. "É difícil determinar um tempo exato de indisponibilidade, mas quase de certeza que não voltará aos relvados este ano", declarou o treinador campeão do mundo, em Clairefontaine, onde os 'blues' preparam os jogos com a Islândia e Turquia, na sexta e na segunda-feira, respetivamente, de qualificação para o Euro2020.

Deschamps, aliviado pelo facto de a "possibilidade de fratura ter sido descartada", assume que Lloris "não estará neste estágio nem no próximo", que será em novembro com dois desafios, frente à Albânia e Moldova.

O guarda-redes do Tottenham sofreu uma luxação no ombro esquerdo no sábado no jogo com o Brighton, para o campeonato, que a sua equipa perdeu, por 3-0.

Hugo Lloris, de 32 anos, é há muitos anos o titular da seleção de futebol da França, pela qual já realizou mais de 100 jogos e é atual campeão do mundo.

A França reparte a liderança do grupo H com a Turquia, com 15 pontos em seis jogos, três de vantagem para a Islândia.

Exclusivos