Custódio deixa comando técnico do Sp. Braga e é rendido por Artur Jorge

Antigo médio sucedeu a Rúben Amorim à frente da equipa bracarense, mas só durou seis jornadas. O quarto treinador da época é promovido da equipa de juniores.

Custódio Castro deixou esta quarta-feira de ser treinador do Sp. Braga, na sequência da derrota em Vila do Conde, para a 29.ª jornada da I Liga.

Foram apenas seis jogos do antigo médio à frente dos bracarenses, dos quais venceu dois, empatou um e perdeu três, tendo por consequência sido ultrapassado no terceiro lugar pelo Sporting, comandado por Rúben Amorim, precisamente o técnico que Custódio substituiu.

O presidente António Salvador já anunciou entretanto que a equipa vai ficar entregue a Artur Jorge, antigo defesa-central do Sp. Braga de 48 anos, que até ao momento orientava a equipa de juniores.

No comunicado para anunciar a saída de Custódio, os minhotos deixam fortes críticas à arbitragem do jogo desta terça-feira frente ao Rio Ave, nomeadamente que "a frustração sentida pelo clube e pelos seus responsáveis contribui para um clima de grande adversidade e favoreceu, não tenhamos dúvida, a decisão comunicada por Custódio Castro de deixar o comando técnico da equipa do Sp. Braga".

"Esta posição inamovível do nosso treinador coloca um desafio acrescido ao clube para a fase final da temporada, mas é reflexo de um ambiente de contrariedade que em grande parte é provocado por erros externos que não são admissíveis nem desculpáveis", escreve o atual quarto classificado da I Liga.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG