CR7 recorda vitória no Euro 2016: "Chorei, ri, sofri, gritei e fiquei bêbado"

Avançado português diz que o Europeu pela seleção foi a conquista mais importante da sua carreira. Sobre um dia virar treinador, diz que para já não está nos seus planos, mas não fecha totalmente as portas.

Numa entrevista à DAZN (plataforma de streaming de conteúdos desportivos), Cristiano Ronaldo elegeu a conquista do Europeu de 2016 como o título mais importante dos muitos que ganhou na sua carreira. E até confessou que ficou meio zonzo nos festejos por ter bebido uma taça de champanhe.

"O título de campeão europeu ao serviço de Portugal é o prémio mais importante que já ganhei. Foi uma noite incrível e inesquecível: chorei, ri, sofri, gritei, fiquei bêbado. Durante esse jogo chorei tanto que até fiquei desidratado. No final, durante as comemorações, bebi uma taça de champanhe e imediatamente subiu-me à cabeça. Eu nunca bebo, mas esse dia foi tão especial. O troféu mais importante de todos os tempos", confessou.

Na mesma entrevista, Ronaldo foi questionado se no futuro se via como treinador de uma equipa de futebol. Algo que não parece estar nos planos do jogador, mas que não fecha as portas no futuro. "Neste momento não penso em ser treinador, mas não se deve dizer nunca. Talvez um dia fique aborrecido e pense nisso. Se me tornar treinador, serei um motivador. O treinador deve transmitir a sua paixão e talento à equipa. Por exemplo: eu gosto de me divertir, de driblar, rematar e marcar golos. Devia passar isso à equipa, como motivação, para dar confiança."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG