Conselho de Disciplina abre processo ao Sporting por causa das tochas no dérbi

Em causa está a paragem durante cerca de cinco minutos do jogo de sexta-feira com o Benfica devido ao arremesso de tochas para o relvado.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu esta terça-feira abrir um processo disciplinar ao Sporting na sequência dos incidentes registados no decorrer do dérbi de sexta-feira com o Benfica, no Estádio José Alvalade, a contar para a 17.ª jornada da I Liga.

Ao que o DN apurou, em causa está o arremesso de várias tochas para o relvado, junto da baliza de Luís Maximiano, por parte das claques leoninas, que obrigaram à interrupção do jogo no início da segunda parte durante cerca de cinco minutos. O processo seguiu já para a Comissão de Instrutores que irá iniciar desde já as diligências, embora no processo ainda falte o relatório da polícia.

Este incidente tinha inclusive levado Pedro Proença, presidente da Liga de clubes, a pedir uma audiência com caráter de urgência ao ministro da Administração Interna, tendo em comunicado culpado "uma pequena franja de adeptos" de prejudicar o espetáculo, esclarecendo que pretende encontrar junto do MAI "medidas eficazes para combater este flagelo", que se tem repetido em vários jogos da I Liga.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG