Clubes portugueses pagaram mais de 83 milhões em comissões a empresários

O relatório da FPF mostra uma subida de 32 milhões de euros em relação ao ano passado. A SAD do Benfica continua a ser que mais paga (34,2 milhões), seguido pela do FC Porto (23,7) e pela do Sporting (15,9).

Os clubes portugueses pagaram 83,650 milhões de euros comissões a intermediários nas contratações e renovações de contratos com futebolistas, masculinos e femininos, entre 1 de abril de 2019 e 31 de março de 2020, de acordo com o relatório publicado esta quarta-feira pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no seu site oficial.

Trata-se de um aumento de cerca de 32 milhões de euros relativamente ao relatório divulgado há um ano e um acréscimo de 21 milhões de euros em relação às contas apresentadas pela FPF em 2018.

A SAD do Benfica continua a ser a que mais paga totalizando no último ano, qualquer coisa como 34,2 milhões de euros, uma subida significativa, uma vez que há um ano tinha ficado pelos 17,8 milhões, o que em parte se deve explicar com a transferência de João Félix para o Atlético de Madrid, que resultou do pagamento de uma verba a rondar os 12 milhões de euros ao Jorge Mendes.

Na segunda posição mantém-se a SAD do FC Porto, que totaliza 23,7 milhões de euros, mais 7,6 milhões do que o declarado em 2019, sendo que em terceiro se encontra a Sporting SAD que pagou 15,9 milhões de euros, mais 9,8 milhões de que no ano passado.

Tal como no relatório de 2019, Sporting de Braga e Vitória de Guimarães são as únicas sociedades, além das três grandes, a entrarem na casa dos milhões. Os vimaranenses pagaram 3,6 milhões de euros (mais 300 mil euros que há um ano), enquanto os bracarenses atingiram 3,29 milhões de euros (mais 2,19 milhões).

O conjunto dos restantes clubes e sociedades gastou um total de 9,730 milhões de euros no pagamento de comissões, sendo que o mais curioso é que na lista surge um clube que não pertence aos escalões profissionais do futebol português. Trata-se do Paio Pires FC, que pagou 6500 euros em comissões por oito futebolistas da sua equipa feminina.

Aliás, nas contas do futebel feminino, refira-se que o Benfica apresenta 59 mil euros de comissões pagas pela contratação de várias atletas. Um valor que surge como tendo sido pago pelo clube, uma vez que apenas as equipas de futebol masculino pertencem à SAD encarnada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG