Canelas 2010 continua a fazer história e apura-se para os quartos de final

Equipa nortenha, que conta com vários elementos da claque afeta ao FC Porto, está pela primeira vez nos quartos de final da prova rainha.

O Canelas 2010 garantiu a passagem inédita aos quartos de final da Taça de Portugal de futebol, ao eliminar o Sertanense nos oitavos de final, esta quarta-feira. O único golo do encontro foi apontado por Zakari, ao minuto 16 do primeiro tempo.

A equipa treinada por Tiago Margarido já tinha feito história a apurar-se para os oitavos e continua assim a surpreender.

A formação fundada em 2010 que compete no Campeonato de Portugal e onde jogam vários elementos da claque portista Super Dragões, entre eles o líder Fernando Madureira, atingiu pela primeira vez os quartos de final da prova rainha do futebol português. O clube tem sido muitas vezes notícia por ser uma equipa violenta.

Rio Ave, da I Liga portuguesa de futebol, Varzim e Académico de Viseu, ambos da II Liga, foram os primeiros apurados para os quartos de final da Taça de Portugal, na terça-feira.

"Encontrar uma equipa que nos permita ganhar"

"Temos muito orgulho de chegar a esta etapa. Fomos sempre jogo a jogo, nunca com metas definidas e estamos a viver um bom momento. Estamos a viver um sonho. Vamos tentar continuar a vivê-lo e prolongá-lo o máximo de tempo possível. Sabemos que o clube é recente, mas isso só nos traz responsabilidade. Muito mérito, mas também responsabilidade", disse Tiago Margarido, treinador do Canelas 2010, após a vitória (1-0) frente ao Sertanense.

E agora? "O meu objetivo é sempre ganhar, portanto se é ganhar, é chegar mais longe. Não estou a pensar em grandes, nem em encaixes financeiros. Estou sim a pensar em ganhar, que é isso que o meu grupo de rapazes trabalha e, como tal, o nosso objetivo é encontrar uma equipa que nos permita ganhar", respondeu o técnico

Questionado sobre a preferência de Fernando Madureira (jogador do Canelas 2010 e líder dos Super Dragões) pelo Benfica, respondeu:"Temos o desejo de vencer, seja contra quem for. Queremos jogar em casa. As equipas quando jogam em casa estão no seu habitat e estão habituadas ao relvado e, se jogarmos em casa, será sempre um ponto positivo."

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG