Bruno Lage: "Se meter o RDT, deixo 17 milhões no banco ou na bancada"

Na antevisão ao jogo da Taça de Portugal com o Sp. Braga, o treinador do Benfica lembrou que, nos últimos anos, os únicos pontas-de-lança que se afirmaram de imediato na equipa foram Jonas e Carlos Vinícius. Por isso, pede tempo para Raúl de Tomás.

Bruno Lage desvalorizou esta terça-feira o facto de o espanhol Raúl de Tomás ter ficado fora dos convocados nos últimos jogos, tendo em conta que foi a contratação mais cara do Benfica desta época, por 20 milhões de euros.

"Se meter o Raúl em vez do Carlos Vinícius, a diferença é de três milhões: ou seja, deixo 17 milhões no banco ou fora da convocatória". "O mais importante é todos trabalharem bem, independentemente do valor que custaram. Se olharmos para o passado, é difícil chegar um ponta-de-lança ao Benfica que se afirme de imediato. Eventualmente temos dois, o Jonas e o Vinícius, mas todos os outros tiveram sempre algum tempo para se adaptar. O atleta tem de se entregar ao trabalho, tal como todos os outros, até que chegue a oportunidade para confirmar o seu valor", justificou.

Em relação ao jogo desta quarta-feira com o Sp. Braga, (20.45 horas), no Estádio da Luz, a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, o treinador do Benfica realçou a "qualidade de jogo" do adversário, acrescentando que é para isso que olha e não para os resultados que as equipas obtêm. "Espero um adversário muito competente, com boa organização, excelentes jogadores e um treinador experiente", começou por dizer.

"É um jogo a eliminar, pelo que o momento é este, independentemente do que vem para trás. Por isso, temos de nos apresentar com qualidade como nos últimos jogos, com iniciativa e alegria, criando muitas oportunidades e marcando golos para vencer, que é o nosso objetivo. Temos de estar sempre ao nosso melhor nível, é certo que vencemos os dois últimos jogos com eles, mas este será outro momento", disse Bruno Lage, recusando a realçar o melhor momento da sua equipa. "O melhor momento foi o que fizemos no último jogo e aquele que está para vir, que espero seja amanhã. As dinâmicas vão sendo criadas, neste momento estamos numa boa dinâmica, mas já houve outras e outras ainda virão".

Com Gabriel operacional para defrontar os bracarenses, Bruno Lage não revelou se irá proceder a mudanças no onze. "Na Taça da Liga mudámos a equipa por questões estratégicas, nas outras competições fizemo-lo tendo em conta aquilo que era o melhor momento de cada jogador, a melhor estratégia e o melhor onze. É isso que nos vamos fazer amanhã, mantendo sempre a coerência nas nossas decisões", explicou.

Sem sofrer golos há cinco jogos em casa, Bruno Lage admitiu que falou com os seus jogadores sobre a organização defensiva da sua equipa. "Há uma situação muito importante, que são as ações que temos durante os jogos, que obrigam a um maior número de metros percorridos e isso tem de ser um trabalho em equipa. Se a atacar usamos o guarda-redes no início da construção, na organização defensiva os homens da frente têm de fazer um trabalho extraordinário. Temos de ter toda a gente a correr para recuperar a bola o mais rápido possível e temos de pressionar de determinada maneira. Se assim for, tiramos partido das ações individuais", sublinhou.

Questionado sobre a evolução da recuperação de Rafa Silva, Bruno Lage revelou que tudo "tem corrido dentro da normalidade". "Ainda não treina com a equipa, mas já faz corrida. A previsão seria a meio de janeiro, vamos ver até que ponto vai conseguir superar essa data. O Rafa fez um início de época fantástica e agora, tal como o André Almeida, tem de recuperar com calma, que as oportunidades vão aparecendo", assumiu.

Finalmente, sobre o confronto com o Shakhtar Donetsk para os 16 avos-de-final da Liga Europa, o técnico encarnado lembrou que essa é uma partida que "ainda vem longe", mas deixou elogios ao adversário: "É uma excelente equipa, muito bem orientada. Gosta de ter bola e joga muito bem, com uma equipa técnica de eleição, que está a fazer um excelente trabalho."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG