Boavista demite o treinador Lito Vidigal

O clube do Bessa anunciou a rescisão com o técnico, após duas derrotas consecutivas. Daniel Ramos é o principal candidato à sucessão.

O Boavista anunciou esta terça-feira a decisão de demitir Lito Vidigal do cargo de treinador da equipa que ocupa o oitavo lugar da I Liga, depois de ter perdido os dois últimos jogos, na Madeira com o Marítimo e em casa com o Benfica.

"O Conselho de Administração da Boavista Futebol Clube, Futebol SAD acertou, hoje, a rescisão contratual do técnico José Carlos Fernandes Vidigal e respetiva equipa técnica. Ao Lito, e a todos os profissionais, que cessam funções, o Boavista deseja os maiores sucessos profissionais e agradece-lhes toda a dedicação e trabalho árduo que resultaram, na época passada, numa excelente recuperação pontual e pelo trabalho desenvolvido na presente época. E, por isso, ficar-lhes-emos para sempre gratos", refere o clube do Bessa em comunicado.

Lito Vidigal, de 50 anos, abandona o cargo depois de ter sido contratado em fevereiro deste ano, altura em que conduziu o Boavista ao oitavo lugar no campeonato da época passada, precisamente no mesmo lugar que deixa agora a equipa. No total foram 31 jogos oficiais no comando dos axadrezados, com 13 vitórias, sete empates e 11 derrotas.

A direção do Boavista procura agora um sucessor, sendo que o principal candidato é Daniel Ramos, de 48 anos, que na época passada orientou o Desp. Chaves e o Rio Ave.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG