Vitória do Benfica e recorde no primeiro dérbi feminino oficial

Brasileira Nycole Raysla, do Benfica, fica para a história como a autora do primeiro golo em jogos oficiais entre águias e leões no futebol feminino. Equipa da Luz vence por 3-0 perante 12.812 espetadores, recorde nacional em partidas oficiais entre mulheres

O Benfica venceu este sábado o Sporting por 3-0, no Estádio da Luz, naquele que foi o primeiro dérbi oficial entre Sporting e Benfica na história do futebol feminino, em partida da 4.ª jornada do campeonato, agora liderado de forma isolada pelas águias, que descolam do rival.

Depois de ter disposto de várias ocasiões de golo, o Benfica inaugurou o marcador aos 24 minutos, por Nycole Raysla, que atirou para o fundo das redes na sequência de um canto e de dois remates de Geyse intercetados pelas defesas leoninas. Depois, nos festejos, comemorou à... Cristiano Ronaldo.

No segundo tempo, já à entrada para o último quarto de hora, a leoa Tatiana Pinto cometeu falta sobre Geyse na área verde e branca e a capitã Darlene converteu a grande penalidade em golo (78'). Já em tempo de compensação, Darlene bisou, ao picar a bola sobre a guarda-redes leonina, e somou o 10.º golo da conta pessoal no campeonato (90+4').

O jogo ficou ainda marcado pela lesão da guarda-redes benfiquista Dani Neuhaus, que teve der substituída à passagem da hora de jogo pela também brasileira Dida.

Luís Filipe Vieira, Bruno Lage, Luisão, Fernando Gomes, José Couceiro, a atleta Ana Dulce Félix e a judoca Telma Monteiro foram algumas das presenças mais ilustres no Estádio da Luz.

As jogadoras do Sporting entraram em campo com uma camisola onde se podia ler "Força Baldwin", em alusão à futebolista leonina Carlyn Baldwin, norte-americana que recentemente sofreu uma grave lesão. Logo a seguir, foi cumprido um minuto de silêncio em homenagem a Rui Jordão.

As duas equipas já se tinham defrontado a 30 de março deste ano, mas num jogo amigável e com cariz solidário, para ajudar a população de Moçambique, que foi afetada pelo ciclone Idai. Na altura, as leoas venceram por 1-0 no Estádio do Restelo, com o único golo a ser apontado por Joana Marchão aos 86 minutos, de grande penalidade, perante uma plateia de 15.204 espetadores, um recorde nacional.

Já o recorde de assistência num jogo oficial de futebol feminino em Portugal era relativo à final da Taça de Portugal da época passada, em que o Benfica goleou o Valadares Gaia por 4-0 perante 12.632 espetadores, mas foi batido este sábado na Luz: 12.812.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG