Santa Clara afunda Benfica que continua à deriva

Um golo de Zé Manuel nos instante finais permitiu aos açorianos vencerem pela primeira vez o Benfica e logo na Luz. Os encarnados só continuam a sonhar com título porque rival também tem estado errático.

O Benfica terá esta terça-feira comprometido as aspirações à revalidação do título ao perder na Luz, frente ao Santa Clara, por 4-3, em jogo da 28.ª jornada da I Liga. Esta retoma do campeonato está a ser um autêntico pesadelo para a equipa de Bruno Lage, que apenas se tem mantido viva na luta pelo primeiro lugar porque o rival FC Porto também tem tido um reinício bastante errático.

A vitória da semana passada em Vila do Conde, com o Rio Ave, dava a ideia que poderia representar o ponto de viragem para os encarnados e, como tal, havia legítimas esperanças do clube da Luz em voltar a vencer em casa e pressionar o FC Porto, que logo a seguir disputava o dérbi com o Boavista. Só que a cara do Benfica continua a ser bastante pálida, sem garra, sem imaginação e com muitos e incríveis erros defensivos.

E o resultado disso é que nos últimos 12 jogos oficiais, os campeões nacionais apenas venceram dois (em Barcelos e em Vila do Conde) e em casa já vão cinco partidas sem ganhar (três empates e duas derrotas) em todas as competições.

O Santa Clara aproveitou bem a instabilidade do Benfica, apresentando um futebol de grande qualidade, com uma estratégia arrojada, na qual pressionava o adversário bem junto à baliza de Vlachodimos. E quando Thiago Santana obrigou o guarda-redes do Benfica a uma defesa apertada, logo aos 13 minutos, percebeu-se que os açorianos tinham tudo para fazer estragos.

Anderson Carvalho inicia a surpresa

As águias responderam ao susto inicial com dois lances em que Weigl, Nuno Tavares e Rafa Silva estiveram perto do golo. Só que, pelo meio destes lances, o Benfica era uma equipa sem ideias, que fazia tudo em esforço e cujos constantes erros defensivos iam concedendo sucessivos pontapés de canto a favor do Santa Clara (na primeira parte foram cinco, contra nenhum do Benfica). E foi na sequência de um desses lances, em cima do intervalo, que Nuno Tavares errou na saída para o ataque, agradecendo Anderson Carvalho que abriu, facilmente, o marcador.

Na segunda parte era preciso um Benfica muito melhor para dar a volta ao marcador. Bruno Lage lançou Zivkovic e Carlos Vinícius para os lugares de Seferovic e Gabriel, alterações que permitiram aos encarnados entrar fortes no jogo, conseguindo o empate por Rafa Silva.

Só que, logo a seguir, voltaram as enormes debilidades defensivas do Benfica nos pontapés de canto, aproveitando Zaidu Sanussi para voltar a colocar o Santa Clara na frente do marcador. O jogo estava louco e em três minutos, dois cabeceamentos de Carlos Vinícius, viraram o resultado a favor dos encarnados.

Nesse momento, pensou-se que os três pontos já não fugiam aos benfiquistas, mas o certo é que o Santa Clara continuou a trabalhar com a mesma qualidade e na reta final do jogo conseguiu o impensável. Rúben Dias fez penálti por mão na bola, permitindo a Cryzan empatar 3-3, mas na última jogada eis que Zé Manuel fez o que quis à entrada da área contrária e bateu Vlachodimos.

O Santa Clara marcava pela primeira vez esta época mais de três golos num jogo da Liga, garantia os três pontos e estreava-se a vencer o Benfica... e logo no Estádio da Luz, com mérito e justiça, afinal foi a equipa que apresentou melhor qualidade durante os 90 minutos.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS DO JOGO:

FICHA DO JOGO:

Estádio da Luz, em Lisboa
Árbitro: João Pinheiro (Braga)

Benfica - Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Ferro, Nuno Tavares; Pizzi (Franco Cervi, 86'), Weigl, Gabriel (Zivkovic, 46'), Rafa Silva; Taarabt (Dyego Sousa, 86'), Seferovic (Carlos Vinícius, 46')
Treinador: Bruno Lage

Santa Clara - Marco Pereira; Rafael Ramos, João Afonso, Fábio Cardoso, Zaidu Sanusi; Anderson Carvalho (Nené, 53'), Francisco Ramos, Osama Rashid (Zé Manuel, 68'); João Costinha (Diogo Salomão, 75'), Thiago Santana (Cryzan, 68'), Carlos Júnior (Mamadu Candé, 53')
Treinador: João Henrique

Cartão amarelo a Anderson Carvalho (18'), Gabriel (31'), Rúben Dias (81')

Golos: 0-1, Anderson Carvalho (45'); 1-1, Rafa Silva (50'); 1-2, Zaidu Sanusi (57'); 2-2, Carlos Vinícius (64'); 3-2, Carlos Vinícius (66'); 3-3, Cryzan (82' gp); 3-4, Zé Manuel (90'+5)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG