"Bem-vindo professor". Santos anuncia Jesualdo Ferreira como treinador

Treinador de 73 anos vai orientar a partir de janeiro o clube onde jogou o rei Pelé. Contrato é válido por um ano,

O Santos confirmou esta segunda-feira Jesualdo Ferreira como novo treinador, sucedendo no cargo a Jorge Sampaoli. O treinador português assinou um contrato válido por um ano, até final de 2020.

Jesualdo Ferreira vai juntar-se a mais dois treinadores portugueses no futebol brasileiro. Jorge Jesus, que está desde o verão no Flamengo, e a Augusto Inácio, que na semana passada foi anunciado como novo técnico do Avaí, embora neste caso dispute a Série B do campeonato brasileiro.

De acordo com a imprensa brasileira, Jesualdo Ferreira será apresentado no dia 6 de janeiro, e trará consigo um adjunto, um preparador físico e um analista de desempenho. O treinador português ficou agradado com o projeto que lhe foi apresentado e quer trabalhar com um máximo de 21 jogadores no plantel. Primeiro irá fazer algumas observações e só depois decidirá se avança para reforços.

"Jesualdo é um treinador experiente. Foi campeão nacional em três continentes diferentes e esta será a primeira passagem dele em clubes da América do Sul. A comissão técnica que o acompanhará será definida nos próximos dias", informa o site oficial do Santos na Internet.

O técnico português teve a oportunidade de ser treinador do Santos... há seis anos, mas o acordo acabou por não se concretizar. Jesualdo Ferreira foi o treinador eleito por Nabil Khaznadar, candidato à presidência do clube paulista e chegou inclusivamente a viajar para o Brasil, a conhecer as instalações do clube e a assistir a um jogo. Mas Khaznadar perdeu as eleições e a transferência não se fez.

"Eu trouxe ele para o Brasil por alguns dias, ele havia saído do Braga e estava interessado. Fizemos reuniões e eu organizei um jantar em casa com vários convidados, empresários, jornalistas", lembrou Nabil ao site da Gazeta Esportiva.

Jesualdo Ferreira estava sem clube, depois de ter saído do Al-Sadd, do Qatar, onde passou as quatro últimas temporadas, e vai tornar-se o 16.º treinador estrangeiro a comandar a equipa de São Paulo.

Esta será a sétima experiência fora de Portugal do antigo técnico de Benfica, FC Porto e Sporting, depois do Zamalek (Egito), Panathinaikos (Grécia), Málaga (Espanha), FAR Rabat (Marrocos) e seleção de Angola.

O Santos é um dos históricos clubes brasileiros, cuja camisola foi envergada por nomes como Pelé, Neymar, Robinho, Coutinho, Gilmar ou Carlos Alberto Torres, entre outros. Tem oito títulos de campeão brasileiro no palmarés e terminou o Brasileirão 2019 no segundo lugar, 16 pontos atrás do Flamengo de Jorge Jesus, a quem bateu na última jornada por 4-0.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG