Arsène Wenger ofereceu-se para treinar o Bayern... mas levou nega

O treinador francês telefonou ao presidente Karl-Heinz Rummenigge, mas foi-lhe comunicado que tem outra preferência para render Niko Kovac.

O Bayern Munique rejeitou contratar Arsène Wenger para o comando técnico da sua equipa, anunciou uma fonte dos bávaros à agência desportiva SID, revelando que o técnico francês se ofereceu para o cargo.

"Arsène Wenger ligou a Karl-Heinz Rummenigge [presidente do Bayern] na quarta-feira à tarde para lhe demonstrar o seu interesse para o cargo de treinador", disse o Bayern.

Os bávaros admitiram que "apreciam Arsène Wenger pelo seu trabalho como treinador do Arsenal", mas deixaram claro que o francês "não é opção para o cargo de treinador principal", depois da demissão de Niko Kovac no início desta semana, depois da goleada de 5-1 sofrida diante do Eintracht Frankfurt.

Para já o cargo está a ser ocupado de forma interina por Hans-Dieter Flick, que já orientou a equipa estaa quarta-feira na vitória por 2-0, no Allianz Arena, frente ao Olympiacos, um resultado que valeu o apuramento do Bayern para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.