Apenas um quarto dos japoneses quer Jogos Olímpicos no próximo ano

Sondagem nacional mostra que somente 23,9% dos inquiridos disseram que queriam ver Tóquio 2020 no próximo ano. Maioria defende novo adiamento ou até cancelamento

Apenas uma em cada quatro pessoas no Japão quer ver os Jogos de Tóquio, marcados inicialmente para este ano e adiados para 2021 devido ao coronavírus, realizados no próximo ano. A maioria prefere mais um adiamento ou até mesmo o cancelamento, mostra uma sondagem.

Apenas 23,9% dos participantes da sondagem nacional de três dias, publicada no domingo, disseram que queriam ver os Jogos 2020 realizados no próximo ano.

A sondagem realizada pela agência de notícias Kyodo constatou que 36,4% dos entrevistados apoiam um novo adiamento dos Jogos, enquanto 33,7% pensam que o evento deve ser cancelado.

A maioria dos defensores de um adiamento ou cancelamento disse que simplesmente não acreditava que a pandemia poderia estar contida a tempo dos Jogos, com data de arranque agendada para 23 de julho de 2021.

Uma sondagem diferente realizada no fim de semana pelo jornal Asahi Shimbun descobriu que 33% dos participantes apoiaram a realização dos Jogos no próximo ano, com 61% a apoiar outro adiamento ou cancelamento.

Tóquio 2020 foi adiado em março, quando o coronavírus se espalhou pelo mundo, marcando a primeira interrupção dos Jogos Olímpicos desde que duas edições foram canceladas durante a Segunda Guerra Mundial.

No último mês, outra sondagem mostrou que mais de metade dos residentes em Tóquio apoiava um adiamento ou um cancelamento.

As autoridades japonesas e olímpicas deixaram claro que um adiamento adicional não está sobre a mesa.
Mas as preocupações estão a aumentar no Japão devido a uma nova onda de infecções, com a capital Tóquio a registar um número recorde de novos casos diários nos últimos dias.

O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, disse na semana passada que os Jogos Olímpicos de Tóquio podem ser "um marco único para o mundo inteiro", observando que "será o primeiro encontro mundial após o coronavírus".

Porém, Bach alertou que a situação de saúde sem precedentes significava que vários cenários estavam a ser considerados no planeamento do formato para Tóquio e disse que o cenário da realização dos Jogos sem espectadores foi examinado, embora tenha enfatizado que se opunha à ideia.

A sondagem por telefone realizada pela Kyodo News obteve respostas de 1.045 pessoas.

A sondagem da Asahi publicada no fim de semana obteve 2.097 respostas por telefone no sábado e no domingo.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG