Adepto vende bilhete do Flamengo para salvar o cão que sofre de cancro

Adepto do Flamengo vende bilhete para jogo das meias-finais da Taça Libertadores para pagar tratamento do seu cão que tem um cancro.

Danilo Mello é adepto do Flamengo. Um apoiante que não perde nenhum pormenor do que se passa com o clube agora treinado por Jorge Jesus e que vive um dos momentos mais entusiasmantes da sua história: lidera o Brasileirão e está nas meias-finais da Taça Libertadores - na primeira mão empatou com o Grémio (1-1). Portanto, tem grandes hipóteses de conseguir a qualificação para a final pois recebe o Grémio no dia 24.

Um dia importante para os adeptos do Flamengo, mas que se tornou muito mais do que isso: está a ser um símbolo do amor por um cão.

A história envolve Danilo, um ator desempregado de 32 anos, e o seu cão Doze a quem foi diagnosticado um cancro na mandíbula. Doze foi resgatado da rua com 60 dias, e já tem cinco anos, de acordo com o jornal A Tribuna e seu tratamento, a operação está fora de questão, requer sessões de rádio e quimioterapia.

Segundo conta a imprensa brasileira, após conversa com um amigo, Danilo decidiu vender o carro, porém a ideia não avançou pois o carro ainda não estava totalmente pago. Em desepero decidiu sortear o bilhete para o Flamengo-Grémio, o tal jogo decisivo para a Taça dos Libertadores.

A corrida à compra de bilhetes para este desafio que pode marcar a história do clube foi de tal ordem que os bilhetes esgotaram horas pouco depois de serem colocados à venda.

Por isso, a ideia de Danilo está a revelar-se um sucesso: já conseguiu donativos de valor superior aos 1500 euros que precisava para o tratamento do Doze devido à solidariedade dos adeptos.

"Doze, é um incrível vira-lata, parente de algum sharpei, que foi resgatado com 60 dias perdido pela rua, hoje tem 5 anos, ama muito bolinhas, odeia pombos e fogos... e mesmo tão jovem, tem um problema: está com câncer, um mastocitoma canino grau III. Não é operável, ele precisa de rádio e quimio, um tratamento muito caro e não temos muito tempo", escreveu Danilo, citado pelo jornal brasileiro Agora 1.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.