AC Milan prepara-se para mudar de treinador. Spalletti é o senhor que se segue

Os rossoneri estão à espera que o técnico de 60 anos acerte finalmente a rescisão de contrato com o Inter, clube de onde foi afastado no final da época passada.

O AC Milan está a preparar caminho para trocar de treinador. De acordo com o jornal italiano Gazzetta dello Sport, os dirigentes rossoneri já chegaram a acordo com Luciano Spalletti para assumir o comando da equipa, mas estão agora dependentes do rival... Inter.

É que o técnico de 60 anos ainda tem contrato com o Inter, clube do qual foi afastado no final da época passada, mas que não chegou a um acordo para a rescisão de contrato que é válido até 2021, obrigando assim a cumprir as obrigações salariais, apesar de contar agora com Antonio Conte no comando da sua equipa.

O AC Milan prepara-se para assegurar o sétimo treinador em cinco épocas, uma vez que Marco Giampaolo, que assumiu a equipa no início da temporada, não convence os adeptos e a administração, pois a equipa onde joga Rafael Leão ocupa o 10.º lugar da Série A italiana, com três vitórias e quatro derrotas. E nem o triunfo no último fim-de-semana sobre o Génova irá salvar Giampaolo, cujo despedimento está iminente, dependendo apenas que Spalletti chegue a acordo com o Inter para assim ficar livre para assinar pelo Milan.

Spalletti é um dos treinadores mais carismáticos em Itália, apesar de nunca ter conquistado o título de campeão, tendo no seu currículo apenas duas Taças de Itália e uma Supertaça italiana, troféus que conquistou nas seis épocas e meia em que representou a AS Roma. Nos dois últimos anos esteve no Inter Milão, sem sucesso. O único clube onde conseguiu ter sucesso foi no Zenit, onde esteve entre 2010 e 2014, arrecadando dois títulos de campeão russo, uma taça e uma supertaça daquele país.

O Milan está a atravessar um jejum que dura desde 2010/11, quando sob o comando de Massimiliano Allegri conquistou o seu último título de campeão, o único nos últimos quinze anos.

A concretizar-se a contratação de Luciano Spalletti pelo Milan, este será o sétimo treinador a orientar os dois rivais da cidade de Milão, depois de Giuseppe Bigogno, Luigi Radice, Ilario Castagner, Giovanni Trapattoni, Alberto Zaccheroni e o brasileiro Leonardo.

Exclusivos