A reviravolta na Dinamarca que serve de exemplo ao Sporting frente ao Villarreal

Foi em 2010, frente ao Brondby, no play off de acesso à Liga Europa, que os leões conseguiram passar uma eliminatória depois de terem perdido o primeiro jogo em casa. Esta quinta-feira, frente ao Villarreal, é a este exemplo que Marcel Keizer tem de agarrar-se.

Só por uma vez na história o Sporting foi capaz de ultrapassar uma eliminatória nas provas europeias depois de ter perdido o primeiro jogo em casa. E é a este exemplo que os leões têm de se agarrar para nesta quinta-feira conseguirem eliminar o Villarreal, depois de terem perdido por 1-0, em Alvalade, no jogo da primeira mão, disputado há uma semana.

O único exemplo de sucesso aconteceu na temporada 2010/11, e ainda na fase do play off de acesso à Liga Europa. A 19 de agosto de 2010, os leões treinados por Paulo Sérgio receberam o Brondby, da Dinamarca, num jogo em que eram claramente favoritos. Só que o futebol não é uma ciência exata e a partida terminou com um 0-2 a favor dos nórdicos, num dia em que nem Liedson, nem Postiga conseguiram acertar com as redes do adversário.

Uma semana depois, na Dinamarca, os leões conseguiram superar a eliminatória, ao vencerem o Brondby por 3-0, com golos de Evaldo (45'), Nuno André Coelho (75') e de Yannick Djaló mesmo em cima do apito final. Um resultado que permitiu à equipa seguir para a fase de grupos e posteriormente para os 16 avos de final da prova, onde caiu perante o Rangers, da Escócia, após dois empates (1-1 fora, 2-2 em casa).

Veja aqui o resumo desse jogo histórico.

Este é o único registo de que há memória de uma reviravolta dos leões em provas europeias depois de perderem o primeiro jogo. Nos outro nove jogos em que isso sucedeu, o Sporting acabou sempre eliminado. Algumas vezes com estrondo, como foi o caso ocorrido em 2008/2009, com o Bayern Munique a triunfar em Lisboa por 0-5 e a golear na Alemanha por 7-1.

Na época 2002/03, os leões estiveram muito perto de conseguir esta proeza. Depois de terem sido derrotados em Alvalade pelo Partizan de Belgrado, por 1-3, logo na primeira ronda da Taça UEFA, a equipa treinada por Laszlo Bölöni que tinha nesse jogo em campo Cristiano Ronaldo, conseguiu a proeza de levar o jogo para prolongamento, com um 1-3 no final dos 90 minutos, com golos de Toñito, Kutuzov e Pablo Contreras. Mas no prolongamento, a equipa de Belgrado fez dois golos, o jogo terminou 3-3 e os leões foram eliminados.

O cenário para esta quinta-feira está longe de ser o ideal, até porque além de estar obrigado a anular uma desvantagem de um golo fora, o Sporting tem contra si o o facto de nunca ter conseguido vencer uma equipa espanhola fora de Alvalade - em 13 jogos disputados em solo espanhol, os leões somam 10 derrotas e três empates.

Eis as 10 eliminatórias com o leão em desvantagem

2015/16: Liga Europa (16 avos de final)

Sporting-Bayer Leverkusen, 0-1
Bayer Leverkusen-Sporting, 3-1

2010/11: Liga Europa (play-off)

Sporting-Brondby, 0-2
Brondby-Sporting, 0-3

2008/09: Liga dos Campeões (oitavos de final)

Sporting-Bayern Munique, 0-5
Bayern Munique-Sporting, 7-1

2005/06: Liga dos Campeões (pré-eliminatória)

Sporting-Udinese, 0-1
Udinese-Sporting, 3-2

2002/03: Taça UEFA (1ª eliminatória)

Sporting-Partizan, 1-3
Partizan-Sporting, 3-3 (a.p.)

1998/99: Taça UEFA (1ª eliminatória)

Sporting-Bolonha, 0-2
Bolonha-Sporting, 2-1

1988/89: Taça UEFA (2ª eliminatória)

Sporting-Real Sociedad, 1-2
Real Sociedad-Sporting, 0-0

1980/81: Taça dos Campeões (1ª eliminatória)

Sporting-Honved, 0-2
Honved-Sporting, 1-0

1978/79: Taça das Taças (1ª eliminatória)

Sporting-Banik Ostrava, 0-1
Banik Ostrava-Sporting, 1-0

1958/59: Taça dos Campeões (1ª eliminatória)

Sporting-Standard Liège, 2-3
Standard Liège-Sporting, 3-0

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG