Vieira ao ataque: "Quanto mais me vão chateando, mais força vou tendo"

Presidente do Benfica falou da OPA, respondeu aos críticos, falou em 13 finais para ganhar e na criação de um Benfica de "dimensão mundial".

Luís Filipe Vieira falou neste sábado da OPA que o Benfica fez às suas próprias ações, um processo que ainda está em análise por parte da Comissão do Mercado de Valores Imobiliários (CMVM) e que tem suscitado algumas dúvidas e críticas. O líder benfiquista, sem entrar em grandes explicações sobre o tema, porque está impedido de o fazer nesta altura, aproveitou a cerimónia de entrega dos galardões de filiação a vários sócios para deixar algumas críticas.

"É público que o Benfica fez uma OPA às suas próprias ações. Ultimamente, como devem imaginar, tenho ouvido comentários dos mais parvos que podem existir. Quero dizer-lhes que estou inibido de falar sobre o tema nesta altura, mas falarei quando o puder fazer. Por agora, digo-vos isto: a grande maioria dos benfiquistas escolheu alguém para liderar este clube. Tenho a certeza absoluta de que eu, os meus colegas e os benfiquistas em conjunto fizemos a maior revolução de sempre num clube de futebol na Europa", começou por dizer Luís Filipe Vieira.

"Acreditem, aquilo que se está a fazer no Benfica é para sermos de uma dimensão europeia, não é para ficar fechado em Portugal. Infelizmente há pessoas que têm um pensamento muito pequenino em Portugal, e o mais fácil para eles é insinuar, caluniar e tentar que o Benfica pare. Digo-lhes abertamente: quanto mais me vão chateando, mais força vou tendo para levar o Benfica onde eu quero! Eu não sou treinador de futebol nem jogo à bola, mas garanto-vos que estamos a construir em conjunto um Benfica de dimensão mundial. Viva o Benfica!", acrescentou após o discurso feito aos sócios.

Antes, Luís Filipe Vieira lembrou que a equipa de futebol "entrou na fase decisiva da época. "Este ano ganhámos a Supertaça, passámos à final da Taça de Portugal e lideramos o campeonato. Vimos de um ciclo de vitórias com pouco paralelo, ganhando cinco dos últimos seis campeonatos. É certo que esta semana sofremos um revés com a eliminação das competições europeias. Mas neste clube, como sempre defendemos, não entramos em euforias em momentos de vitória, nem em depressões perante resultados menos positivos. Fazemos é uma reflexão exigente e análise rigorosa, para rapidamente respondermos de forma positiva aos principais objetivos ao alcance no imediato, que importa conquistar", referiu.

O presidente do Benfica assumiu depois os objetivos para esta temporada e falou em 13 finais que a equipa tem de disputar. "Neste momento todo o nosso foco estará na conquista do campeonato e da Taça de Portugal. Temos 13 finais pela frente, onde todo o apoio dos benfiquistas será necessário. Foi sempre unidos e juntos que conseguimos ganhar. E é esse exemplo que, estou certo, continuaremos a dar. Voltando à nossa gloriosa história, com ambição, determinação e vontade; com o amor e paixão ao nosso Clube que todos os dias nos motiva."

Luís Filipe Vieira deiou ainda uma mensagem aos sócios que receberam neste sábado os galardoões correspondentes a 25, 50 e 75 anos de sócios do Benfica: "Quem perfaz 25, 50 e 75 anos de ligação ao clube, sabe bem a importância das trajetórias, da estabilidade e da manutenção da identidade do clube. A nossa trajetória é de vitória. A nossa estabilidade é sinónimo de reforço da liderança desportiva. A nossa identidade, com memória, resposta no presente e permanente preparação do futuro, é uma garantia de reforço do Sport Lisboa e Benfica em Portugal e no mundo. Quem quiser procurar o mundo em Portugal, pode vir ao Benfica. Quem quiser procurar Portugal no mundo, pode falar no Benfica."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG