Vizela sobe à I Liga e dita descida do Vilafranquense ao terceiro escalão

O Vizela volta a marcar presença entre os 'grandes', depois de garantir o segundo lugar na II Liga

O Vizela venceu este sábado o Vilafranquense, 5-2, e garantiu a subida à I Liga de futebol pela segunda vez na sua história, enquanto a equipa de Vila Franca de Xira desceu de divisão.

Na 34.ª e última jornada da II Liga, a equipa minhota marcou por Diogo Ribeiro (02 minutos), Evandro Brandão empatou (16, de grande penalidade), Raphael Guzzo fez o 2-1 (28), Evandro Brandão voltou a empatar (49, novamente de penálti), mas Raphael Guzzo 'bisou' (59), Kiko Bondoso definiu a vitória (80) e um autogolo de Diogo Izata alargou-a (90+2).

Trinta e seis anos depois, a única vez foi em 1984/85, e apenas um ano depois de ter subido às competições profissionais, o Vizela volta a marcar presença entre os 'grandes', depois de garantir o segundo lugar na II Liga. O Vilafranquense quedou-se no penúltimo lugar e, na próxima época, jogará na Liga 3.

No 26.º jogo consecutivo a pontuar, o Vizela entrou praticamente a ganhar, marcando logo no segundo minuto: bem solicitado por Kiki, Diogo Ribeiro foi letal na cara de Maringá.

O Vilafranquense respondeu com um livre direto de Kady à barra (11) e o Vizela também criou perigo com Samu a rematar forte para grande defesa de Maringá (13).

Um erro infantil de Koffi Kouao (braço na bola sem qualquer pressão de adversários) permitiu aos forasteiros empatarem, com Evandro Brandão a não tremer na conversão da grande penalidade (16).

A equipa da casa a voltar a adiantar-se no marcador, com Raphael Guzzo a dar a melhor sequência a um lance algo confuso na área, com ação crucial de Kiko Bondoso na tabela final (28).

Pouco depois, o Vizela ficou perto do terceiro golo, primeiro por Kiko Bondoso, depois por Rapahel Guzzo, ambas as ocasiões pardas pelo guarda-redes Maringá, e, na sequência do canto, Kiki atirou à barra da baliza ribatejana, tudo no minuto 33.

O Vilafranquense tinha muitas dificuldades em ligar o seu jogo e foi o Vizela a quase marcar, aos 40 minutos, com Kiko Bondoso a rematar em arco e a bola ainda a 'beijar' a trave.

Mesmo antes do intervalo, Marco Grilo esteve muito perto do empate, mas Ivo impediu-o com uma grande defesa (45).

Logo nos primeiros instantes da segunda parte, Tiago Martins assinalou grande penalidade por falta de Kiki sobre Evandro Brandão, que converteu e restabeleceu a igualdade (49). O lance foi muito contestado pelos da casa que pediram fora de jogo do avançado visitante, mas foi de um defesa do Vizela que saiu a bola que 'isolou' Brandão.

Um canto de Marco Grilo causou 'calafrios' na baliza vizelense (58), mas, no minuto seguinte, a turma de Álvaro Pacheco ficou outra vez na frente, com Raphael Guzzo a 'bisar', de cabeça, após incursão de Koffi Kouao pela direita e um primeiro corte da defesa contrária.

Aos 75, Kiko Bondoso desperdiçou soberana ocasião para 'matar' o jogo, depois de ganhar em velocidade a Diogo Coelho, mas, cinco minutos depois, num lance em tudo semelhante, não falhou e um golo na própria baliza de Diogo Izata (90+2), após trabalho de Tavinho, sentenciou o resultado final e a subida de divisão.

Jogo no Estádio do FC Vizela.

Vizela - Vilafranquense, 5-2.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

1-0, Diogo Ribeiro, 02 minutos.

1-1, Evandro Brandão, 16 (grande penalidade).

2-1, Raphael Guzzo, 28.

2-2, Evandro Brandão, 49 (grande penalidade).

3-2, Raphael Guzzo, 59.

4-2, Kiko Bondoso, 80.

5-2, Diogo Izata, 90+2 (na própria baliza).

- Vizela: Ivo, Koffi Kouao, Matheus, Aidara, Kiki, Ericson (Marcos Paulo, 78), Raphael Guzzo (Cardozo, 90+3), Samu, Francis Cann (Tavinho, 78), Kiko Bondoso e Diogo Ribeiro (Cassiano, 60).

(Suplentes: Pedro Silva, Richard Ofori, Marcelo, Leonel Mosevich, Marcos Paulo, André Soares, Tavinho, Cardozo e Cassiano).

Treinador: Álvaro Pacheco.

- Vilafranquense: Maringá, Marco Grilo, Diogo Coelho, Diogo Izata, Gonçalo (Leonardo, 63), Vítor Bruno, Jefferson (Vitinho, 63), Kady, Nuno Rodrigues (Veiga, 63), Evandro Brandão (Fortes, 76) e André Claro (Rúben Gonçalves, 76).

(Suplentes: Tiago Martins, Fortes, Rodrigo Fernandes, Vitinho, Bidi, Leonardo, Veiga, Rúben Gonçalves e Marcos Vinícius).

Treinador: Carlos Pinto.

Árbitro: Tiago Martins (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para ​​​​​​​Aidara (21), Diogo Coelho (24), Marco Grilo (64), Fortes (77) e Kiki (89).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG