Vieira e Bruno de Carvalho castigados

Presidente do Benfica castigado com 23 dias; líder leonino com 19

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foram castigados com 23 e 19 dias de suspensão, respetivamente, revelou o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

De acordo com um comunicado do organismo, os dois dirigentes foram punidos pelo regulamento disciplinar relativo à lesão da honra da reputação dos intervenientes das competições profissionais.

No caso de Vieira, em causa estão as declarações proferidas após o Benfica-Rio Ave (3-1), da 10.ª jornada da I Liga, em que o presidente 'encarnado' deixou críticas à arbitragem.

"Gostava de ver amanhã (segunda-feira), nas manchetes dos jornais desportivos, o título roubo em letras bem grandes", afirmou o líder do emblema da Luz, que também terá que pagar uma multa de 1.020 euros.

Por seu lado, o castigo de Bruno de Carvalho refere-se também a afirmações sobre a arbitragem, neste caso depois do Sporting-Tondela (2-2), da 18.ª ronda do campeonato.

Nesse jogo, o presidente 'leonino' foi também expulso do banco de suplentes.

No mesmo comunicado, o CD da FPF anunciou também que Miguel Ribeiro, delegado do Rio Ave, ficará 45 dias suspenso e terá que pagar um multa de 1.530 euros, depois do embate entre o Sporting de Braga e os vila-condenses (5-1), na 19.ª jornada.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG