Veríssimo admite perder jogadores no mercado de inverno

Benfica joga na sexta-feira com o 17.º classificado na 19.ª jornada da I Liga. Everton Cebolinha e Nemanja Radonjic estão aptos.

O discurso de Nélson Veríssimo não entusiasma, mas, segundo o treinador do Benfica há "indicadores" de que o caminho que está a ser seguido levará ao sucesso. Apesar disso, ele sabe que, "como qualquer treinador", vive de resultados "independentemente de ter contrato até final da época" e de ter ouvido o presidente Rui Costa dizer que não será treinador do Benfica "só por seis meses".

"Já tive a oportunidade de agradecer a confiança demonstrada pelo presidente. Esse não é um tema muito importante. Temos consciência de que temos de lutar sempre pela vitória. O foco tem de ser jogo a jogo independentemente de ter contrato até final da época", disse o treinador do Benfica, na antevisão do jogo de sexta-feira com o Arouca (19.00, Sport TV).

E recusou abordar a final four da Taça da Liga (para a semana) e se ela pode definir o seu futuro no banco das águias: "A Taça da Liga é importante para o clube, mas o foco está na importância do jogo com o Arouca." Até porque não convém perder mais pontos se quiser continuar a sonhar com o título nacional - está a nove pontos do líder FC Porto e seis do campeão Sporting.

Sobre o adversário de hoje, Veríssimo disse esperar "um Arouca num bloco médio/baixo, eventualmente a explorar algumas transições e a jogar no erro", mas garante que a sua equipa está reparada "para dar uma boa resposta". E conta com Everton e Radonjic para isso. Já Armando Evangelista, treinador do Arouca, garantiu que a sua equipa, apesar de debilitada por um surto de covid-19, "terá uma palavra a dizer" no duelo com os encarnados e jamais se irão "fazer de coitadinhos".

Questionado sobre o que tem faltado ao Benfica para as coisas correrem bem, o técnico defendeu que "os resultados ditam muito daquilo que depois é a análise que se faz à equipa". No caso foram três jogos, uma derrota, um empate e uma vitória. "Tende-se a ter uma visão mais positiva quando os resultados são positivos e uma visão mais negativa quando não são tão positivos. Nós analisamos a equipa. Independentemente de os resultados não terem ido ao encontro das expectativas, temos consciência que há situações que fizemos bem, mas há outras que temos de melhorar", explicou o treinador encarnado lembrando que a equipa veio de uma forma de jogar com uma estrutura e um posicionamento diferente.

Mas no geral, "a equipa está a dar uma resposta positiva, os jogadores têm tido um compromisso muito grande, têm sido inexcedíveis". E isso, segundo o técnico é um indicador de que o caminho que está a ser seguido é o melhor. E isso não vai mudar se perder alguma peça neste mercado de inverno (fecha no dia 31). "Tendo consciência que todos os jogadores são cobiçados por outros clubes, temos de estar preparados para entradas e saídas. Não digo que vai acontecer mas é uma possibilidade. É um tema em voga até final do mês, temos de estar preparado para alguma eventualidade, mas estamos satisfeitos com a entrega de todos os jogadores", admitiu esta quinta-feira Nélson Veríssimo.

isaura.almeida@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG