Jorge Jesus sobre caso Palhinha: "A responsabilidade é minha"

Técnico do Sporting iliba o jogador dos erros frente ao FC Porto e diz que a responsabilidade da derrota foi sua

Jorge Jesus saiu, neste sábado, em defesa de João Palhinha, clarificando que não quis responsabilizar o médio pela derrota frente ao FC Porto e que foi mal interpretado.

"Que fique isso esclarecido, o que eu disse foi que o Palhinha não levou o guião certo. Normalmente, nas minhas equipas quem passa o guião aos jogadores sou eu. Eles é que executam, mas sou eu que os transmito. Se ele não levava o guião certo, a responsabilidade é minha, pois não transmiti o que eu queria", sublinhou, na antevisão à visita ao Moreirense, na 21.ª jornada da I Liga.

O técnico do Sporting vai reencontrar Augusto Inácio em Moreira de Cónegos, pouco depois de o Moreirense ter conquistado a Taça da Liga. "O jogo enquadra-se no perfil que são todos os jogos. O Moreirense está a fazer uma recuperação muito interessante, já ganhou um título este ano, já ganhou aos dois nossos rivais e transmite-nos que não será um jogo fácil. O Sporting tem vindo a melhorar a sua qualidade de jogo, portanto será um jogo bem disputado e esperamos que a equipa demonstre as indicações que a equipa tem dado, vencendo o Moreirense", disse Jesus.

Ainda sobre o "caso Palhinha", Jorge Jesus deixou indiretas no ar. "O Palhinha é um jovem com muito futuro. Quiseram arranjar aqui problemas. Ele ficou tão afetado com esse problema psicológico que nem treinou durante a semana. Mas hoje recuperou, pois leu a entrevista do Javi García [risos] e pensou... Eu também quero ser um jogador como o Javi García. Quero ser grande como ele... Quiseram arranjar aqui um problema. É que há uma marca que está há muito tempo no top em Portugal e que vende muito. Sabem como se chama essa marca? Cotovelite! [gesto para o cotovelo]", disse Jesus.

Recorde-se que Javi Garcia, ex-médio do Benfica, deu nesta semana uma entrevista em que afirmou que Jorge Jesus foi o melhor treinador que já teve.

O treinador aproveitou, ainda, para manifestar confiança no futuro e na estratégia do Sporting quanto ao recrutamento e à aposta na formação. "O Sporting tem uma particularidade que é uma formação com muita qualidade. Temos vindo a valorizar os jovens daqui e no ano passado fizemos 86 pontos, que o Sporting nunca tinha feito e eu também não. Mas não fomos campeões. Estamos muito satisfeitos com os dois jogadores em quem investimos financeiramente, o Bas Dost e o Alan Ruiz, e, na minha opinião, vão demonstrar essa estratégia. Para ganhar títulos, é preciso muita qualidade. Como o Sporting tem muita qualidade na formação, mais fácil fica", garantiu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG