Sporting-FC Porto: Leões superaram cinco das nove eliminatórias a duas mãos

Em 2017/18, o Sporting aproveitou a respetiva meia-final para se adiantar em confrontos a duas mãos com o FC Porto, que tem agora a oportunidade de voltar a igualar a contenda.

O Sporting tem vantagem sobre o FC Porto nos duelos a duas mãos entre as duas equipas na Taça de Portugal em futebol, ao somar cinco apuramentos, contra quatro dos 'dragões', em vésperas do 10.º confronto, agendado para esta quarta-feira.

Os dois conjuntos voltam a encontrar-se num confronto em dois jogos quatro anos depois de os 'leões', então comandados por Jorge Jesus, terem superado o FC Porto, já de Sérgio Conceição, nas meias-finais da edição 2017/18.

A formação portista venceu em casa por 1-0, com um tento do brasileiro Tiquinho Soares, aos 60 minutos, e, na segunda mão, o Sporting respondeu da 'mesma moeda', triunfando com um golo solitário, do central uruguaio Coates, aos 84.

Até ao final do tempo regulamentar e do prolongamento, o resultado não mais se alterou e tudo foi decidido nos penáltis, com os 'leões' a imporem-se por 5-4, num desempate em que o espanhol Marcano falhou o primeiro pontapé dos portistas (remate ao 'ferro') e mais ninguém desperdiçou.

Com este apuramento, o conjunto 'leonino' reassumiu a liderança nos confrontos a duas mãos entre os dois conjuntos, sendo que, antes de 2017/18, estes já não se realizavam há mais de 50 anos, mais precisamente desde a temporada 1966/67.

Nos primórdios da Taça de Portugal, todas as eliminatórias, exceto a final, eram jogadas a duas mãos e o balanço dos primeiros oito confrontos entre os dois conjuntos deu igualdade, com quatro apuramentos de cada equipa.

O FC Porto levou a melhor em 1943/44 (2-0 em casa e 3-3 fora, nos 'oitavos'), 1957/58 (2-2 fora e 3-0 em casa, nas meias-finais), 1960/61 (1-2 fora e 4-1 em casa, também nas 'meias') e 1966/67 (1-1 fora e 1-0 em casa, na primeira eliminatória).

Por seu lado, o Sporting qualificou-se em 1944/45 (0-0 em casa e 4-1 fora, na primeira ronda), 1951/52 (0-2 fora, 4-2 em casa e 5-2 em Coimbra, nas meias-finais), 1953/54 (1-1 em casa e 4-2 fora, nos 'quartos') e 1965/66 (1-0 e casa, 0-1 fora e 2-0 em Coimbra, também nos quartos de final).

A partir de 1968/69, todas as eliminatórias passaram a ser disputados em apenas um jogo, cenário que só foi alterado em 2008/09, época a partir da qual as meias-finais passaram a jogar-se em dois encontros.

Em 2017/18, o Sporting aproveitou a respetiva meia-final para se adiantar em confrontos a duas mãos com o FC Porto, que tem agora a oportunidade de voltar a igualar a contenda.

No que respeita às finais, a vantagem também é tangencial dos 'leões', com três vitórias (1977/78, em finalíssima, 2007/08, no prolongamento, e 2018/19, nos penáltis), contra duas do FC Porto (1993/94 e 1999/2000, ambas em finalíssima).

Em relação às restantes eliminatórias, a uma mão, o FC Porto tem uma clara maioria de apuramentos, na ordem dos 70%, já que seguiu em frente sete vezes e o Sporting apenas três.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG