Reviravolta do Sporting com estrelinha do capitão

Líder ganha 2-1 com bis de Coates (83" e 90"+1") após golo do Gil Vicente, aos 36". Leão aumenta vantagem sobre FC Porto para oito pontos a 16 jogos do fim da Liga

Na primeira volta, o Sporting - Gil Vicente da primeira jornada foi adiado devido à Covid-19. Jogou-se entre as jornadas 5 e 6 e o Gil Vicente também saiu na frente (Lucas Mineiro, 52"). Em dois minutos, Sporar (82") e Tiago Tomás (84") deram a volta, com Pedro Gonçalves a fechar o 3-1 final aos 90"+6".

Em Barcelos, o Gil Vicente foi ainda mais longe. Conseguiu bloquear o Sporting na primeira parte, teve mais bola e manteve o perigo longe da sua baliza.

Aos 36", Claude Gonçalves apanhou a deslocação de Fujimoto nas costas da defesa leonina e meteu-lhe a bola a preceito. O japonês bateu Adán.

Em vantagem, a equipa de Ricardo Soares manteve-se a salvo das investidas do Sporting. O lance mais perigoso do ataque leonino surgiu de um ressalto nas costas de Henrique, após um livre, que Denis tirou do caminho das redes com uma grande defesa (30").

Antes disso, Coates falhou um remate no coração da área, virado para a baliza, logo no início (2").

Um parêntesis para falar da noite de Coates. O capitão do Sporting perdeu um irmão esta semana (suicídio), mas quis começar o luto em campo.

Na segunda parte, o Gil Vicente abdicou de atacar. O Sporting entrou forte, mas criou pouco perigo. Tiago Tomás teve aos 59" a melhor oportunidade para empatar, mas rematou por cima, perto da baliza.

O Sporting carregou, embora sem a qualidade de outros jogos, mas sem deixar de acreditar que poderia dar a volta.

E, tal como no jogo de Alvalade, acabou por empatar depois dos 80 minutos. Aos 83", Coates encheu o pé após um alívio de Paulinho (o do Gil Vicente) e colocou a bola no fundo das redes. Denis acabou por não chegar à bola, que não entrou com muita força, mas muito próxima do poste.

A estrelinha, de que Rúben Amorim fala estava com o capitão. O Sporting continuou a carregar, embora sem grandes oportunidades de golo, e aos 90"+1" Coates bisou. Bola aérea, o central acreditou e cabeceou com pouca força. A suficiente para bater Denis pela segunda vez.

Se no primeiro, os jogadores e equipa técnica tinham explodido de emoção, com este golo do triunfo, já no período de compensações, foi a loucura total.

"Ele perdeu o irmão há dias Suicidou-se, como julgo que sabem. Ainda bem que o Seba [Sebastian Coates] marcou os dois golos. Se havia alguém que merecia marcar estes golos, era ele. É uma excelente pessoa e um grande capitão", sublinhou Rúben Amorim no final.

Com a quarta vitória consecutiva na Liga, o Sporting aumenta a vantagem de seis para oito pontos sobre o FC Porto, que empatou em Braga. O Benfica e os arsenalistas seguem a 11 pontos do leão.

Em 26 jogos disputados esta época o Sporting só perdeu dois, que ditaram o afastamento da Liga Europa (1-4 na receção ao LASK, a 1 outubro) e da Taça de Portugal (Marítimo, 2-0, 11 janeiro).

O resto são 21 vitórias e três empates, um troféu no bornal (Taça da Liga), 55 golos marcados e 18 sofridos.

No campeonato, a equipa de Amorim ostenta a liderança com a cedência de apenas três empates e 15 vitórias, o segundo melhor ataque com 38 golos (o FC Porto soma 41 em mais um jogo) e a melhor defesa (10 golos sofridos).

E como visitante apenas não ganhou em Famalicão (2-2), tendo cedido igualdades com o FC Porto (2-2) e o Rio Ave (1-1), este na última jornada antes deste clássico no Bessa.

Faltam 16 jogos para o final do campeonato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG