Portugal a caminho de Budapeste. Ronaldo ambicioso

Comitiva portuguesa saiu do aeroporto de Lisboa por volta das 15.00 e tem chegada prevista para as 19.00. Ronaldo garante a mesma emoção e ambição do primeiro (2004) e do último europeu (2016).

A seleção nacional já está a caminho de Budapeste, onde no dia 15 se estreia no Euro 2020, frente à Hungria. Num avião decorado a rigor com as cores nacionais e o lema - Vamos todos, vamos com tudo - estampado, a comitiva partiu de Lisboa às 15.00.

Portugal fez um treino ligeiro esta manhã na Cidade do Futebol, em Oeiras, antes de arrumar as malas e partir rumo ao país magiar. A chegada da comitiva portuguesa está prevista para as 19.00.

Portugal montou o quartel-general na capital húngara, mais exatamente no hotel Ensana Grand Margaret Island, na ilha Margarida, banhada pelo rio Danúbio. Um espaço isolado e com a tranquilidade que a seleção precisa para tentar revalidar o título ganho em 2016.

A equipa nacional integra o grupo F. Além do jogo com a Hungria, em Budapeste, a equipa de Fernando Santos joga ainda com a Alemanha, a 19 de junho, em Munique, e a França, a 23 de junho, novamente na capital magiar.

O Euro 2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, realiza-se em 11 cidades de 11 países, entre 11 de junho e 11 de julho. O jogo de abertura é já na sexta-feira, em Roma, entre a Itália e a Turquia.

Ronaldo: "Estou neste Euro2020 como se fosse o primeiro"

"Não vale a pena, nem adianta, estar a prometer títulos, nem a fazer prognósticos. Aquilo que posso prometer é que vamos entrar em todos os jogos para ganhar", disse Cristiano Ronaldo à revista 360 da Federação Portuguesa de Futebol, em resposta à questão de onde espera estar em 11 de julho, o dia agendado para a final do Euro2020.

Para o capitão "é óbvio" que todos, na seleção, querem estar no Estádio de Wembley a tentar revalidar o título ganho no Euro2016: "As expectativas são elevadas porque a seleção nacional tem feito por isso. Vencemos dois títulos muito importantes nos últimos anos e isso traz responsabilidade. Jogamos sempre para ganhar. Não é só de agora, sempre foi assim em todas as gerações."

Sem medo do chamado grupo da morte onde estão três campeões da Europa, Ronaldo acredita na capacidade dos atuais campeões da Europa. "Estou neste Euro2020 como se fosse o primeiro. Sinto-me tão ou mais motivado do que em 2004, no meu primeiro Campeonato da Europa. Somos os campeões em título e fazemos novamente parte do lote de candidatos à conquista do troféu", disse CR7.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG