Nova Liga Mundial de râguebi 'tens' com igualdade de género arranca em Lisboa

Cada uma das quatro franquias, os Balkans Honey Badgers, os Cape Town Wild Dogs, os San Clemente Rhinos e os Serengeti Elephants, irão a jogo com equipas masculina, feminina e de academia de ambos os géneros.

Uma nova Liga Mundial de râguebi 'tens', variante da modalidade disputada por equipas de 10 jogadores, vai ter início em Lisboa, no final de novembro, anunciou esta sexta-feira a organização do evento.

A primeira de quatro etapas da "Rugby Tens Championship" (R10C) terá lugar no Estádio Universitário de Lisboa, em 27 e 28 de novembro, e será disputada por quatro franquias de jogadores profissionais de todo o mundo, que irão competir com remuneração e prémios iguais para os dois géneros.

"É o primeiro formato competitivo de râguebi a nível mundial a ter igualdade na vertente financeira, bem como no formato de competição, datas e locais de jogo", destaca a organização do R10C.

O circuito será composto por quatro etapas, em Lisboa, Paris, Cidade do Cabo e Las Vegas, sagrando-se vencedora a franquia que somar mais pontos no combinado de resultados das equipas masculina e feminina ao longo de toda a competição.

Cada uma das quatro franquias, os Balkans Honey Badgers, os Cape Town Wild Dogs, os San Clemente Rhinos e os Serengeti Elephants, irão a jogo com equipas masculina, feminina e de academia de ambos os géneros.

Os pontos somados por cada uma das equipas, em cada etapa, serão depois somados, no sentido de determinar o vencedor do circuito em cada ano.

As equipas contarão com jogadores profissionais de râguebi 'sevens', 'tens' e de 15, de países como "Nova Zelândia, Brasil, Canadá, EUA, Irlanda, Quénia, Suécia, África do Sul e Portugal", explicou um dos cofundadores da competição, Willem Strauss.

Contactada pela Lusa, uma fonte da organização da etapa de Lisboa confirmou a presença de "alguns internacionais portugueses" nas equipas, escusando-se, no entanto, a adiantar, para já, a identidade dos mesmos.

A etapa de Lisboa será organizada pela Move Sports, com o apoio da Federação Portuguesa de Râguebi (FPR), que vê neste formato o "potencial para tornar-se num dos principais torneios do mundo para jogadores de râguebi 'tens'".

"Será um evento internacional importante para o desenvolvimento de jovens e promissores jogadores, promovendo trocas culturais entre jogadores de diversas culturas e as suas melhores qualidades técnicas. Portugal e a cidade de Lisboa dão as boas-vindas, de braços abertos, a todos os participantes", destacou o presidente da FPR, Carlos Amado da Silva, citado pela organização.

A Liga Mundial R10C deverá passar a contar, no próximo ano, com oito franquias participantes e pretende, ainda, expandir-se para um total de três competições por etapas em 2022 e cinco até 2024.

Portugal está, segundo a organização, entre os países que já apresentaram propostas para acolher eventos da R10C nos próximos anos, para além de "EUA, França, África do Sul, Namíbia, Brasil e Ilhas do Pacífico".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG