Mais de 20 mil na Luz a ver o treino e João Victor fechado no Brasil

Adeptos responderam à chamada e puderam ver em ação alguns dos novos reforços. Águias fecharam acordo com o Corinthians para a contratação de central cobiçado pelo FC Porto.

O Benfica abriu este domingo as portas do Estádio da Luz para o treino e os adeptos responderam em massa. Não era dia de jogo, mas podia ser, com mais de 20 mil nas bancadas para ver pela primeira vez algumas caras novas do plantel (Ristic, Musa, Bah e David Neres) e o treinador alemão Roger Schmidt.

Para agradar os adeptos, o técnico orientou uma peladinha, com os jogadores divididos em duas equipas. No final ganhou a que atuou de colete, por 4-0, com golos de Henrique Araújo, João Mário (dois) e António Silva. Registo ainda para Musa (reforço ex-Boavista), que a determinada altura deixou o relvado devido a lesão. Além de João Mário, que se destacou com dois golos, ficaram alguns bons apontamentos do extremo brasileiro David Neres.

Na peladinha, alinharam pela equipa de coletes Helton Leite, Gilberto, António Silva, Morato, Grimaldo, Weigl, Florentino, David Neres, Rafa, João Mário e Henrique Araújo. Já pela equipa sem coletes jogaram Samuel Soares, Bah, André Almeida, Tomás Araújo, Gil Dias, Meité, Paulo Bernardo, Diogo Gonçalves, Tiago Gouveia, Chiquinho e Musa.

Durante o jogo, também entraram André Gomes, Ristic, Martim Neto, Diego Moreira, Pizzi e Rodrigo Pinho, numa partida dividida em quatro partes de cerca de 12 minutos cada e em que os futebolistas iam trocando de equipas nas pausas para a hidratação.

De acordo com a contabilidade do Benfica, assistiram ao treino na Luz 23.470 adeptos, o que representa um recorde, pois nunca antes um treino no palco das águias tinha tido tanta assistência. À entrada para o relvado, no início da sessão, os futebolistas foram recebidos com uma grande ovação, à qual retribuiram com uma vénia. O final do treino, antes dos jogadores recolherem aos balneários, foi assinalado com o hino do Benfica.

O plantel do Benfica parte no final desta semana (sexta-feira) para Inglaterra, onde será realizado um estágio em Saint George Park, até 14 de julho. A equipa marcará depois presença no Troféu do Algarve e tem agendado jogos com o Nice e o Fulham, a 15 e 17 de julho.

A pré-época do Benfica prosseguirá com mais dois desafios. O primeiro, na Suíça, em Genebra, com o Athletic Bilbao, no dia 22 de julho. E depois a apresentação aos sócios está agendada para o dia 26 de julho, no Estádio da Luz, diante do Newcastle para a disputa da Eusébio Cup.

João Victor desviado do Dragão

A SAD do Benfica já chegou a acordo com o Corinthians, clube brasileiro treinado pelo português Vítor Pereira, para a aquisição do defesa central João Victor, de 23 anos, que era igualmente pretendido pelo FC Porto.

De acordo com a imprensa brasileira, o clube de São Paulo vendeu ao Benfica 55% do passe do defesa por 8,5 milhões (a percentagem que detinha). Outra parte dos direitos económicos do jogador (45%) eram detidos pelo Coimbra, clube que pertence ao banco BMG e que vendeu 25% do passe por 1,5 milhões de euros, mantendo 20% dos direitos do central. O contrato de João Victor com o Benfica será válido por cinco temporadas.

Dada esta negociação, o jogador já não vai atuar na terça-feira nos oitavos de final da Taça dos Libertadores, frente ao Boca Juniors. Aliás, João Victor deve aterrar nos próximos dias em Lisboa para ultimar os pormenores do acordo e começar a treinar-se às ordens de Roger Schmidt.

O central estava igualmente na agenda do FC Porto, que via em João Victor o sucessor ideal para Mbemba (o outro alvo dos dragões é David Carmo, do Sporting de Braga), que deixou o clube em final de contrato. Mas o Benfica, através de um raide do diretor desportivo Rui Pedro Braz ao Brasil, conseguiu desviar o defesa da rota dos dragões.

Outro reforço que pode estar para breve é Reinier, 20 anos, médio ofensivo brasileiro que deu nas vistas no Flamengo de Jorge Jesus e que pertence aos quadros do Real Madrid. O jogador esteve cedido nas duas últimas temporadas ao Borussia Dortmund, sem grande sucesso, e agora vê com bons olhos a possibilidade de relançar a carreira na Luz. Já em realação a Ricardo Horta, a negociação com o Sp. Braga deverá demorar ainda algum tempo.

Esta semana deverão ainda ficar decididas mais algumas saídas. Há cerca de uma dezena de jogadores que a SAD pretende abdicar, uns por falta de espaço no plantel, outros para permitir algum encaixe financeiro. Entre eles estão nomes como Pizzi, André Almeida, Julian Weigl e Haris Seferovic.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG