Luís Filipe Vieira. A queda do homem que salvou e transformou o Benfica
Exclusivo

Benfica

Luís Filipe Vieira. A queda do homem que salvou e transformou o Benfica

Após quase 18 anos como presidente, o empresário de 72 anos pediu a renúncia aos cargos por ser arguido na Operação Cartão Vermelho. Na hora do adeus forçado, fica a obra num clube que chegou a estar à beira do abismo. O futuro dirá como será recordado o homem que agora caiu nas malhas da justiça.

Chegou ao fim a mais longa presidência dos 117 anos de história do Benfica. Luís Filipe Vieira renunciou na quinta-feira aos cargos de presidente do clube e da SAD, colocado ponto final a um reinado que durava há quase 18 anos.

Saiu de cena como entrou... como um furacão. Foi esse furacão que devastou o Benfica na última semana e meia. A Operação Cartão Vermelho foi o culminar de uma sucessão de casos judiciais que, desde 2018, foram minando a vida do empresário, que entrou no futebol pela porta do Alverca, clube que dirigiu durante dez anos (de 1991 a 2001). A queda do BES, em agosto de 2014, terá sido o início de tudo, afinal Vieira entrou na lista dos maiores devedores do banco, graças aos créditos de que beneficiou nos seus negócios imobiliários, sendo que, de acordo com o Ministério Público, estão a ser investigados transações na ordem dos 100 milhões de euros que alegadamente terão prejudicado o Estado e o... Benfica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG