Jesus e o falhanço de Seferovic: "Em 30 anos que sou treinador nunca vi isto"

Benfica empatou com o Barcelona em Camp Nou (0-0) e segue na luta pelo apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões. Xavi e Otamendi também abordaram o lance do suíço.

O Benfica empatou esta terça-feira com o Barcelona (0-0), em Camp Nou, e manteve vivo o objetivo de se apurar para os oitavos de final da Liga dos Campeões. Haris Seferovic teve tudo para dar a vitória às águias aos 90'+4' minutos e Jorge Jesus disse nunca ter visto um falhanço assim e confessou que acreditava no apuramento já hoje: "Vim convencido que ia vencer aqui o Barcelona."

"O Benfica foi uma equipa muito forte defensivamente. É verdade que durante 34 minutos o Barcelona teve uma ou duas chances de golo, agora flagrantes como o Benfica teve... não. Num lance em que nem o keeper [guarda-redes] está lá... Em 30 anos que sou treinador nunca vi isto, mas aconteceu. A mim e ao Benfica", disse o técnico do Benfica na flash interview da Eleven Sports.

Já na sala de Imprensa disse que "se fosse na PlayStation ele não falhava" e admitiu que aquela jogada que o fez ajoelhar o "arrasou emocionalmente", considerando que foram "dois pontos perdidos" e não um ganho com o empate. "Não estava satisfeito com o 0-0 e por isso meti o Haris..." E quando o viu falhar um golo de baliza aberta "ia morrendo, ia tendo um ataque de coração", mas agora tem de ajudar Seferovic a reagir porque ele "também está mal".

Mas porque se ajoelhou? "Aos 94 minutos perder uma oportunidade que te dá a possibilidade de passares aos oitavos de final e ganhar em Barcelona, coisa que nenhuma equipa portuguesa fez até hoje... Quem foi treinador e jogador perecebe a minha reação. Quem nunca jogou à bola nem treinou acha que é um movimento de fraqueza, mas quem conhece a emoção do jogo percebe-me perfeitamente. É o desespero e o querer ganhar tanto, mas todos falhamos. Podia ter dado um pontapé no balde, mandado a camisola ao ar, posto as mãos na cara... Foi a reação do momento", explicou Jesus.

O empate em Camp Nou é um bom resultado, mas isso não significa que tenha sido um dos melhores jogos da equipa encarnada esta época: "Nem pouco mais ou menos. Mas foi um dos jogos em que no final mais sofri. Falando daquela jogada do Haris . Fomos muito fortes defensivamente, faltou-nos alguma qualidade individual, como o Everton, o Rafa ou o João Mário, não renderam o que costumam. Mas defensivamente estivemos bem."

Na última jornada da fase de grupos, os benfiquistas enfrentam o Dínamo Kiev, enquanto os catalães jogam em Munique: "Se o Bayern for sério, acabará por ganhar, com maior ou menor dificuldade (...) Quando estamos dependentes dos outros, nunca dá certo. Espero que o Bayern tenha respeito no último jogo e jogue com os melhores, porque assim pode ajudar-nos."

Otamendi foi dos melhores em campo em Camp Nou e lamentou a perdida do suíço. "O Seferovic tentou, não foi golo porque são coisas do futebol. Mas que temos mais uma final em casa e tentaremos jogar para ganhar e conseguir o apuramento", disse o defesa central argentino, dando a receita para vencer o D. Kiev: "Manter a mesma mentalidade de hoje. Jogámos para ganhar."

O falhanço do avançado do Benfica também foi comentado por Xavi. "Subimos nos últimos minutos, foi praticamente o único erro que tivemos na defesa. Merecíamos os três pontos, mas o futebol é assim. Um ponto não é suficiente para nós. Faltou o golo para nos classificarmos já", disse o treinador do Barcelona, ressalvando que "foi um grande jogo de futebol. Especialmente da parte do Barcelona".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG